Selecionados

“Feminismo pra quem? Protagonizado por quem? “- Por Raylane Batista –

“Quais vozes são de fato ouvidas? Quantos problemas de mulher preta periférica são colocados na pauta principal na agenda ordinária dos movimentos feministas? Quando o dia-a-dia da mulher negra é contado de forma a conscientizar essa massa que se diz educada? Onde lutar por direitos, lutar por uma vida digna está na pele de toda mulher negra que tenta caminhar em uma corda bamba presa a um precipício de limites ...

Ler mais »

O mercador de escândalos por Álamo Pimentel

  Antes da votação do processo de cassação do seu mandato, na noite do dia 12 de setembro na Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha reconheceu que estava ali pagando o preço por conduzir o ‘impeachment’ da presidenta Dilma Roussef. Eivou o seu discurso com vernáculo mercantil. Segundo seu raciocínio, pagou caro para ser rifado às vésperas das eleições municipais deste ano. E foi. A fé, o dinheiro e o escândalo ...

Ler mais »

“O delinquente caiu” – Por Jean Wyllys

“Hoje, muito tardiamente, o Brasil se livrou da presença nefasta de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados. Por 450 votos SIM, 10 votos NÃO e 9 abstenções, foi aprovado o requerimento do PSOL e a REDE que pedia a cassação do mandato do réu. Começamos essa luta sozinhos — eu mesmo enfrentei Cunha desde muito antes de ele ser presidente da Casa e avisei que ele era um perigo para ...

Ler mais »

“Tonha vai votar, sim! Ora Bolas”- Por Otoniel Gondim

Me pediu que avisasse. E dissesse  : Inté sairei num vestido de rendas comprado à altura  no calçadão da Benjamin Constant . Perfume escolhido de primeira a seu gosto, joiada,erotizada, a mais desejada eleitora de Juazeiro. Nesse dia nenhuma dandoca filha da mãe e daquela a usurparia  em ser a linda garota , não de Ipanema e sim  do Angary, insofismável, escrota e acariciada Rainha Elizabete do Brasil e da ...

Ler mais »

...

A democracia como poética da vida por Álamo Pimentel

  Biografias das lutas sociais produzem outras compreensões da democracia. Corpos que lutam carregam afetos, marcas e memórias de contemporâneos e ancestrais. Constituem-se corpos polifônicos. Expressam múltiplas vozes das experiências vividas em coletividade. Falam com (e não por) muitos outros corpos quando pronunciam suas sínteses de pertencimento à História. Este foi um dos legados do dia 29 de Agosto de 2016, dia em que a presidente eleita democraticamente em 2014 ...

Ler mais »

...

A boa vontade e a canalhice política por Otoniel Gondim

Vladimir Maiakovski: “Com um toco de pena, rabiscava papel Num canto do quarto, encolhido. Levantei-me como atleta Levantei-me como um acrobata Como se levantam os candidatos ao comício!” Leitor, leitor , leitor. Imagine o custo que me custou escrever e iniciar esses breves vocábulos. Nem precisa ler, se assim o aprouver, amigo que é. Quem me dera e podera está no meu entusiasmo normalístico de vera. Num estou e nem ...

Ler mais »

...

A escola em caixas-Por Ivânia Freitas

Quanto mais distante da vida que pulsa nas veias de quem está na escola, mais desinteressante ela se revela. É isso que os anos de docência e militância social me fazem concluir. Passei a pensar mais claramente que a escola sofre de um mal permanente, não importa se pública ou privada, se no campo ou na cidade, ela não sai da ‘caixa’. Seu formato, por mais avançado que seja, ainda ...

Ler mais »

...

Genealogia de uma Farsa por Álamo Pimentel

O Brasil está nú. Contagiado pelas narrativas anti-corrupção produzidas nos gabinetes da grande imprensa, o País despiu suas paixões e expôs a fragilidade das suas convicções cidadãs. Das estratégias de comoção social à disseminação do ódio, os oligopólios midiáticos produziram as condições necessárias para que o debate conceitual, sobre a linfática corrupção do Brasil, fosse substituído pela produção ostensiva de afecções que geraram intolerâncias ideológicas e inviabilizaram a democracia entre ...

Ler mais »

...

A filosofia e o “Tchau, queridos” na política- Por Otoniel Gondim

Dr. Leitor, lindo isso ?, resolvi nesse texto inovar misturando um início de filosofia cotidiana à lá libertinagem com um contexto final  político. Pretendo, metidinho que sou Euzinho Gondim, fazer a cada texto, crônica, artigo,  sucinta análise das candidaturas a prefeito e vice de cada grupo político da cidade dos Joãos:  João Doido e João Gilberto. Abro, tirado democraticamente em sorteio de bolinha, com a chapa majoritária da situação: Paulo ...

Ler mais »

...

Maria da Penha envia nota ao Preto No Branco sobre os 10 anos da Lei que leva o seu nome

Diante do atual Século é interessante observar que o desdobramento histórico dos direitos humanos, desde o registro cronológico da civilização é o que ainda hoje constitui um grande desafio, no que se refere, por exemplo, à igualdade entre homens e mulheres. Em 2016, no nosso país, ainda persiste o cenário de debates intensos para explicar as nossas crianças, jovens e adultos por que em mulher não se deve bater, espancar, ...

Ler mais »

...