“Destino de todo mundo”, diz Bolsonaro sobre mortos; Brasil bate recorde de óbitos por coronavírus

(foto: arquivo)

Nesta terça-feira, na saída do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro disse que lamenta por todos os mortos, mas que esse é o destino de todo mundo. A afirmação foi feita após uma apoiadora pedir uma palavra de conforto para os “enlutados, que são inúmeros”. “A gente lamenta todos os mortos, mas é o destino de todo mundo”, disse o presidente.

O Brasil registrou novo recorde de mortes pelo novo em 24 horas. Segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde, foram contabilizados 1.262 novos óbitos nesta terça-feira, superando o número de 1.188 registrado em 21 de maio, que era o maior até então em um único dia. Com isso, o País ultrapassa a marca de 30 mil vítimas fatais da doença, registrando 31.199 mortes.

Os dados apontam que em um dia 28.936 novos casos da covid-19 foram confirmados no País, elevando o número de infectados para 555.383. Os dados da Saúde mostram ainda que desse total, 223.638 (40,3%) foram considerados recuperados.

São Paulo continua sendo o Estado com maior número de casos, 118.295, com 7.994 mortes pela covid-19. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 56.732 casos confirmados da doença e 5.686 mortes. O Ceará aparece em terceiro lugar, com 53.073 casos e 3.421 óbitos pelo novo coronavírus.

Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.