Operação contra esquema de comercialização de testes falsos da covid-19 apreende eletrônicos e documentos em Irecê e São Gabriel, na Bahia

(foto: reprodução)

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades de Irecê e São Gabriel, no Norte da Bahia, durante a operação “Falso Negativo”, deflagrada pelos Ministérios Públicos do Estado da Bahia e do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (2). Além da Bahia e do Distrito Federal, a ação aconteceu nos estados de São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina e Paraná.

As medidas, que foram determinadas pela Justiça de Brasília, decorrem de uma investigação para apurar ilegalidades praticadas em contratações envolvendo testes para detecção da COVID-19, envolvendo crimes de fraude a licitação, contra a ordem econômica, organização criminosa e corrupção ativa e passiva. A ação apura suposto superfaturamento no processo de aquisição de testes de Covid-19 adulterados no valor de R$ 40 milhões.

“Após essas buscas foram apreendidos notebooks, um celular, alguns HD’s e pen drives, além de documentos diversos”, disse o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), Adalto Araújo Júnior. Esses materiais serão encaminhados ao Ministério Público do Distrito Federal, responsável pelas investigações.

O parquet ficará responsável pela análise do material apreendido no Estado.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.