Com insatisfação e críticas, grupo de professoras aposentadas pede desfiliação da Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas, em Juazeiro

 

Na manhã desta sexta-feira (14), um grupo de servidoras aposentadas do município de Juazeiro, no norte da Bahia, procurou o Instituto de Previdência da cidade para informar a desfiliação da Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas.

De acordo com as servidoras, que atuaram na educação da rede municipal durante 30 anos, o presidente do sindicato, que atua na cidade desde 2016, não corresponde ao que rege o estatuto da associação.

“Nós, que muito fizemos por uma educação de qualidade em Juazeiro, hoje nos encontramos em momentos difíceis. Não temos o reconhecimento do poder público, dos representantes da nossa Associação e nem do IPJ. Por tanto, decidimos nos desfiliar da associação por diversas insatisfações, entre elas, a falta de prestação de contas, de sede própria, e de reuniões com os aposentados e pensionistas. Também não temos defesa judicial e extra-judicial. O advogado da associação, que é irmão do presidente, também nada tem feito para defender os direitos da categoria”, declarou a educadora Iraneide Lopes.

Ao todo, 22 servidores municipais aposentados pediram a desfiliação da Associação nesta sexta-feira (14). Os requerimentos de desfiliação também foram entregues ao presidente da Associação.

A educadora Iraneide Lopes criticou ainda a redução dos salários, que ocorreu após o aumento da alíquota.

“Em maio deste ano, em meio a pandemia, fomos surpreendidos com o aumento da alíquota de 11% para 14%, mesmo sendo uma medida opcional para cada município. O projeto do aumento da taxa foi votada pelos vereadores durante a madrugada, sem conhecimento de grande parte da população. Os aposentados que ganham pouco mais de um salário mínimo estão passando por dificuldades”, afirmou.

A situação também preocupa a educadora aposentada Leila Gomes. “Estamos passando por situações difíceis, o município tirando do nosso salário e um presidente de associação inerte que nada faz ao nosso favor. Somos educadores aposentados que muito fizemos por uma educação de qualidade para hoje estarmos jogadas, sem apoio de ninguém”, acrescentou.

O PNB encaminhou a reclamação para Secretaria de Gestão de Pessoas. Em nota, a Segesp esclareceu que o aumento da alíquota está prevista na Reforma da Previdência aprovada pelo Governo Federal.

Veja a nota na íntegra:

A alíquota de 14% a que se referem os internautas diz respeito à contribuição de inativos e pensionistas e está prevista na Reforma da Previdência aprovada pelo Governo Federal para servidores que recebem acima de um salário mínimo.

Sancionada pelo presidente da República, a Reforma diz que os municípios com déficit atuarial deverão ajustar a alíquota de contribuição para aposentados, pensionistas e ativos em 14% (linear), ou ajustar progressivamente de 7% até 22%. Diante da situação, o município de Juazeiro optou pelo menor percentual a fim de reduzir o impacto na remuneração dos servidores.

Da Redação

15 Comentários

  • LEILA CRISTINA BARBOZA GOMES VIANA disse:

    A alíquota foi sancionada realmente pelo governo federal más cabia aos vereadores votar contra ou a favor. Estão jogando tudo para o governo federal, não somos idiotas senhores vereadores da bancada do prefeito, sabemos que poderiam ter votado contra más não querem perder o cargo. Más nosso voto vocês não terão.

  • Noedi Carvalho disse:

    Um absurdo o que tá acontecendo com os servidores aposentados que tantos contribuíram para a educação de Juazeiro,já contribuíram durante tantos anos com a previdência e na hora de usufruir do fruto de tanta dedicação e trabalho a câmara vota e aprova uma alícota imoral que deixou muitos aposentados sem a condição de comprar seu próprio remédio.Lei Federal sim mais o município adere se quiser . Estamos atentos pra votar e escolher representante nas próximas eleições.

  • Nós professores que contribuímos vários anos com a educação de Juazeiro estamos inativos, nas não estamos mortos. Queremos nossos direitos

  • Maria Auxiliadora de Menezes disse:

    Não adianta querer enganar o servidor público,os vereadores estão nos subestimando. Sabemos que poderia ter votado contra essa alíquota pois o aposentado foi o mais prejudicado nessa pandemia e essa desfiliação da associação dos é bem vista porque o presidente nunca nos apoia em nada. Más temos um grande advogado que é Deus.

  • Dora Passos disse:

    Fui professora da rede municipal por 32 anos, pensando eu q ao me aposentar não contribuiria mais c a previdência. Mas, infelizmente por conta da insanidade , falta de amor e consciência de nossos representantes vereadores ,q votaram a favor da alíquota e sendo assim, voltamos a contribuir novamente. Sabemos q vcs vereadores poderiam ter votado contra, mas , o q fala mais alto p vcs ,não é defender o povo , e sim o bolso.

  • Mariza Alves Ferreira disse:

    Queremos nossos direitos de volta. ,somos seres humanos

    • Rosalice Ribeiro dos Santos disse:

      Queremos mostrar para esses políticos que nós professores estamos inativos, porém vivos e não mortos.. Exigimos nossos direitos.

  • Pagamos para nos aposentar e agora pagamos para quem mesmo???
    Nos aguardem VEREADORES…….

  • Sandra disse:

    Nem os aposentados pode ter uma vida digna, oq esses políticos querem tirar nosso salário . Vamos fazer a campanha de não votar nesse povo.

  • Giselia disse:

    Senhores veriadores da cidade de Juazeiro, as eleições vem aí! Votaram contra o servidor agora votaremos contra vcs, com exceção de 3 que lutou e votou contra o abuso de tantos descontos. Absurdo vc se aposentar depois de ter contribuído tanto é ter que pagar tantos tributos.

    • Eva Conceição dos Santos disse:

      Fui professora a 37 anos e seis meses,temos muitos descontos nosso salário, será que não podemos ter uma vida digna.Queremos nossos direitos de volta.
      A maioria dos vereadores não está ao nosso lado a prova tá aí,a maioria votaram contra os servidores votando no desconto dos 14 por cento.

  • Wanda moreira disse:

    Senhores vereadores tenham consciência do mal que vcs fizeram aos aposentados e revejam essa situação, não é justo retirar uma quantia tao alta de quem já contribuiu por longos anos , um valor exorbitante de 766, 00 no meu caso.Chega a ser desumano

  • Aldenise De Oliveira Silva disse:

    Queremos direitos de volta.
    Nós merecemos.

  • Lucineide Mello disse:

    Deixo aqui a minha indignação contra a maioria da bancada de vereadores que votaram contra os direitos dos aposentados de Juazeiro. A irresponsabilidades dos poderes executivo e legislativo,ao deixarem de estudar como foi feita a reforma na esfera federal,fez com que servidores com salários mais baixos viesse a contribuir com valores mais elevados do que quem recebe mais,uma vergonhosa reforma foi aprovada pela bancada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.