Governo deve prorrogar programa que permite redução de jornada e salário

O governo federal deve prorrogar por mais 2 meses o Bem (Benefício Emergencial para Manutenção de Empregos), segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Lançamos os nossos programas de crédito, de preservação de vidas, de descentralização de recursos pra estados e municípios. (…) O programa emergencial, que é o BEM, que nós chamamos de BEM, que foi um programa extraordinariamente bem sucedido, tanto que nós estamos prorrogando por mais 2 meses”, declarou Guedes em entrevista a jornalistas nessa 4ª feira (30.set.2020).

O Bem é o suplemento concedido pelo governo para aqueles trabalhadores que tiveram a jornada reduzida ou os contratos suspensos.

As regras do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda foram definidas por meio da Medida Provisória 936, editada em abril pelo presidente Jair Bolsonaro. A iniciativa visa a evitar demissões em massa durante a pandemia da covid-19.

Ao fim da entrevista, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, disse que “a possibilidade de prorrogação é grande”.

“Se há uma demanda, não há porque não se fazer a prorrogação. Essa é nossa ideia, tendo em vista que é um programa bem feito, que evita demissão, traz renda ao trabalhador, garante o emprego”, completou.

Apesar da prorrogação, Bianco disse que o programa não se estenderá para o ano que vem.

“Obviamente, faremos todas as conversas e estudos internos para que isso se viabilize da melhor forma, sem extrapolar 2020”, disse.

Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.