Após denúncia, Cartório de Juazeiro diz que houve equivoco e marca cerimônia de casamento homoafetivo

 

O PNB denunciou na quarta-feira (14), um possível caso de LGBTfobia ocorrido em Juazeiro, no Norte da Bahia. De acordo com o casal, Regina Maria Rodrigues dos Santos, 45 anos, e Josefa Larismar Evangelista, 48 anos, o Cartório da cidade estaria se recusado a realizar a cerimônia de casamento civil delas, alegando  que o Juiz de Paz não celebra uniões homoafetivas por ser pastor evangélico.

O casal acrescentou ainda que a funcionária do órgão também afirmou que o cartório sugeriu que, após os proclamas, elas passassem no local pra pegar a certidão, sem a realização da cerimônia. “Essa é uma situação revoltante, constrangedora. Somos cidadãs, pagamos nossos impostos, cumprimos nossos deveres, e somos constrangidas, humilhadas, quando vamos acessar um direito que é nosso. Está na Lei, não estamos pedindo favor”, desabafou  Regina. (Reveja)

Após ser procurado pelo PNB, o Oficial Titular do cartório, Josué Gustavo Oliveira Viana, afirmou que ocorreu um equívoco quanto a informações prestadas pela escrevente e que já agendou a cerimônia do casamento civil de Regina e Josefa.

Veja a nota na íntegra

“Tendo-se em vista informações veiculadas pela reportagem, publicada em 14/10/2020, no blog “PRETONOBRANCO, pela qual um casal de mulheres teria enfrentando dificuldades para realizar cerimônia civil no município de Juazeiro, no Cartório do 1° Ofício, com endereço na Adolfo Viana, informamos que ocorreu equívoco quanto a informações prestadas pela escrevente.
Ressalte-se que as questões foram resolvidas diretamente com as partes.
Nesse sentido, Regina Maria Rodrigues dos Santos, 45 anos, e Josefa Larismar Evangelista, 48 anos, habilitaram-se em nossa Serventia aos 14/10/2020 e, após transcorrido prazo de publicação dos proclamas, o qual se encerrará aos 29/10/2020, a celebração será realizada em data escolhida pelo casal, por mensagem de texto via aplicativo Whatsapp, aos 12/11/2020, às 17h, no próprio recinto do Cartório.

 

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.