Moraes manda ao plenário do Supremo decisão sobre depoimento de Bolsonaro

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu que cabe ao plenário da Corte definir sobre o depoimento do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) no inquérito que investiga suposta interferência na Polícia Federal (PF).

Moraes relator do inquérito aberto contra Bolsonaro tendo como base as acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça – e ex-juiz da Lava Jato – Sérgio Moro no final de abril .

Na última quinta-feira (3), a Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu o presidente tem o direito de desistir do próprio depoimento no inquérito. A manifestação ocorreu no âmbito do inquérito.

No fim de novembro, Bolsonaro abriu mão da possibilidade de se justificar pessoalmente sobre a suposta interferência que ele teria tido no órgão. Bolsonaro recusou oficialmente a possibilidade de defesa  por meio da Advocacia-Geral da União (AGU).

De acordo com informações do portal UOL, a decisão de Moraes de submeter a matéria ao plenário do Supremo ocorreu no último sábado (5). Ele também determinou o imediato encaminhamento dos autos à Polícia Federal para elaboração de relatório final.

“Determino, seja, imediatamente, oficiado o Excelentíssimo Presidente da Corte, Ministro Luiz Fux, comunicando-lhe do inteiro teor desta decisão e solicitando urgência na designação de pauta para continuidade do julgamento do citado Agravo Regimental, uma vez que, o inquérito encontra-se paralisado desde 08/10/2020, aguardando decisão definitiva do Plenário” , diz trecho da decisão.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.