Cantora e compositora Andrezza Santos concorre ao prêmio de ‘Melhor Cantora’ em premiação com artistas que atuam no Vale do São Francisco

(foto: Tássio Tavares/Abajur Soluções)

Foi no sertão nordestino que a cantora e compositora Andrezza Santos, que é natural de São Paulo-SP, consolidou a sua carreira de mais de uma década. Firmou importantes parcerias musicais, lançou seu primeiro disco, e, além disso, desde que chegou ao Vale do São Francisco, há cerca de 6 anos, vem representando a região ao participar de importantes festivais e eventos nacionais. E é com esse histórico que a instrumentista concorre, pela primeira vez, ao Prêmio Portal ZAP, na categoria de ‘Melhor Cantora’. A premiação acontecerá no dia 15 de dezembro.

O prêmio é uma homenagem aos artistas que fazem música na região do Vale do São Francisco. Andrezza Santos concorre na categoria de ‘Melhor Cantora’ após ser indicada pelo júri técnico da premiação, que acontece há anos. O público é quem escolherá os vencedores através de uma votação que segue aberta até o dia 14 de dezembro através do site da premiação. Basta fazer o cadastro, procurar a categoria e votar na cantora.

A trajetória de Andrezza pelo Vale é marcante. São prêmios conquistados nas edições de 2015, 2017 e 2018 do Festival Edésio Santos da Canção, em Juazeiro-BA, e participações em festivais nacionais como o Música Educadora, do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb); o Festival Nacional da Canção (FENAC), em Minas Gerais; e a Mostra Sesc de Música, do SESC de Salvador-BA, entre os anos de 2018 e 2019, onde atuou como representante do Vale do São Francisco. Em sua trajetória acumula ainda apresentações nos carnavais de Juazeiro e Petrolina, nos festivais culturais do SESC da cidade pernambucana e o lançamento, em uma produção totalmente regional, em 2019, de seu primeiro álbum, ‘Alto Lá’.

“Acredito que essa indicação é um reconhecimento de todo trabalhando que já desenvolvi e venho desenvolvendo aqui na região. Vir para cá foi um divisor de águas em minha carreira. Conheci pessoas incríveis, passei a produzir e me dedicar ainda mais à música, concorrendo em festivais, lançando singles e me apresentando em eventos importantes. E tudo isso só foi possível porque criei uma conexão muito forte por Juazeiro e Petrolina. Foi amor à primeira vista. Sou grata por tudo que já aconteceu e vem acontecendo”, diz a cantora.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.