Polícia autua dono da Havan após abertura de loja em cidade com alto risco de Covid-19

 

O empresário Luciano Hang, dono da rede Havan, foi autuado pela polícia no aeroporto de Pelotas (RS) após participar de uma manifestação pela reabertura dos comércios. Em um vídeo divulgado nas redes sociais neste fim de semana, ele aparece em uma sala cercado de policiais para assinar um auto de infração por ter promovido aglomeração.

“Eu acho que deve estar faltando policial na cidade, de repente, hein? Tá quase todo mundo aqui. […] Tem 10 policiais aqui. Tô no aeroporto. O avião tá lá fora para me levar para casa”, afirma, na gravação. Ele classificou o ato como “intimidação”.

Ele abriu a unidade da Havan, em desacordo com o estabelecido pela gestão municipal para tentar evitar a transmissão do novo coronavírus e ainda levou seus funcionários para um protesto em frente à prefeitura.

O fechamento de atividades não essenciais no município foi decretado pela prefeita na quinta-feira (10), por cinco dias, porque a cidade está em alto risco.

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou, neste domingo (13), mais 243 casos de coronavírus. Referem-se a pessoas com idades entre 4 e 87 anos.

Com esses registros, Pelotas chega a 12.558 pessoas infectadas pela doença. Dessas, 8.014 são consideradas recuperadas, 4.269 estão em isolamento e 54 internadas, além de 221 óbitos confirmados.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.