“Um crime contra o nosso rio”: esgoto na Orla de Juazeiro continua sendo despejado na margem do rio

Há dez dias, o PNB publicou uma matéria denunciando sobre um esgoto que estava sendo despejado na Orla de Juazeiro, no Norte da Bahia, próximo ao ponto das barquinhas. Um morador chegou a gravar um vídeo onde fez o flagrante da poluição ambiental. Na manhã desta sexta-feira (18), o PNB registrou que o problema ainda continua.

Na época, o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) disse que, após as últimas chuvas que caíram na cidade, a rede de drenagem nas proximidades da Orla recebeu muita água, permanecendo com um vazamento até aquele momento, e disse ainda que a equipe técnica já estava trabalhando na identificação do problema, verificando se existe alguma ligação de esgoto clandestina na rede de drenagem para água pluvial e, consequentemente, fazer a eliminação da mesma.

(foto: Thiago Santos/PNB)

Entretanto, dez dias se passaram desde a publicação da matéria e o esgoto continua despejando esgoto na margem do Rio São Francisco, fato que vem gerando revolta em muitos moradores, como a vendedora Rita Batista, moradora do São Geraldo e que trabalha em Petrolina. Ela, todo dia, transita pelo local, e já se diz preocupada.

“Com certeza é lamentável ver essa cena todo dia que passo por aqui. A expectativa é sempre que aquela seja a última vez que vejo aquele esgoto caindo ali, mas infelizmente não é. Nosso rio, que está tão lindo, não merece isso. Precisam resolver essa questão”, diz a vendedora.

João Ângelo, que utiliza da Orla para a prática de exercícios, também se diz incomodado e preocupado com o esgoto. “Imagine aí o quanto que é desconfortável passar aqui e ver isso escancarado aos nossos olhos e ninguém faz nada. Isso já tem várias semanas. Além do fedor insuportável, é um crime contra o nosso rio. Um problema escancarado aos olhos da gente e do SAAE. Parece que nunca vão solucionar o problema”, diz o aposentado.

(foto: Thiago Santos/PNB)

O PNB voltou a procurar o SAAE, que, em nota, informou que o setor técnico do Serviço já passou para a empresa responsável pela manutenção das redes coletoras de esgoto a situação deste vazamento na Orla da cidade e que “técnicos da empresa já estiveram no local e continuam trabalhando para identificar a origem do referido vazamento, provavelmente de alguma ligação clandestina de esgoto”.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.