Artistas e produtores baianos querem prorrogação de prazo para prestação de contas da lei Aldir Blanc

0

 

Artistas e produtores culturais baianos querem que o Governo Federal e o Congresso atuem para prorrogar os prazos para a prestação de contas dos projetos aprovados na Lei Aldir Blanc – que prevê o pagamento de auxílio emergencial a artistas, produtores, técnicos e espaços culturais como forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela pandemia.

Representantes do segmento, liderados pela secretária estadual da Cultura, Arany Santana, e o presidente da Fundação Gregório de Matos, Fernando Guerreiro, se reuniram neste sábado com a deputada federal Lídice da Mata (PSB) para discutir o tema.

Cristiane Taquary, chefe de gabinete da Secult-BA, explicou que com as medidas de restrição necessárias para conter o vírus será preciso adiar a execução de alguns projetos. Arany e Guerreiro, por sua vez, ressaltaram que o grupo encontra-se angustiado – pois se não houver essa prorrogação eles terão problemas na prestação de contas.

Por fim, Lídice garantiu apoio ao pleito e pretende mobilizar parlamentares da bancada da Bahia e também de outros estados para que seja entregue ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP) uma carta do Fórum Nacional dos Secretários da Cultura, que pedem a prorrogação dos prazos de prestação de contas dos projetos à Secretaria da Cultura do Ministério do Turismo.

“A lei Aldir Blanc precisa ser um socorro e não uma dor de cabeça a artistas e produtores culturais”, avaliou a parlamentar.

BN

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome