EUA pressionou o Brasil a não comprar vacina Russa Sputnik V

0

 

 

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo dos Estados Unidos publicou relatório em admitindo ter pressionado o Brasil contra a compra da Sputnik V, vacina russa contra o novo coronavírus produzido pelo instituto Gamaleia.

Os EUA usaram relações diplomáticas nas Américas para dificultar as negociações de nações com a Rússia para compra do imunizante, segundo a publicação anual, que faz um balanço das atividades do órgão em 2020.

Em um trecho do documento, o órgão norte-americano afirma expressamente que “persuadiu o Brasil a rejeitar a vacina russa contra a covid-19”. O relatório está disponível no site do governo dos Estados Unidos desde 17 de janeiro.

A informação não teve grande repercussão até que, na manhã desta segunda-feira(15), o canal oficial da Sputnik V no Twitter comentou a tentativa do governo norte-americano em evitar que outros países adquirissem o imunizante.

“Acreditamos que os países devem trabalhar juntos para salvar vidas. Os esforços para minar as vacinas são antiéticos e estão custando vidas”, escreveram os fabricantes do imunizante no twiter.

BN

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome