Pazuello se irrita em coletiva: “Eu não vou pedir para ir embora”

0

 

 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, negou que pediu ou vai pedir demissão da pasta. O gestor se exaltou ao falar sobre o assunto, em coletiva de imprensa no final da tarde desta segunda-feira (15). “Eu acho que está respondido. Para não ser indelicado, o cargo é do presidente da república. O presidente sim, está pensando em substituição e avaliando nomes. É continuidade, não é rompimento. Nós faremos a transição de forma correta quando for determinado”, declarou aos jornalistas presentes.

O general admitiu que “um dia, sim” poderá deixar o cargo e que “o presidente está nessa tratativa de reorganizar o ministério”. “Eu não estou doente e não pedi para sair. Quando o presidente tomar sua decisão, nós faremos uma transição correta. Eu posso afiançar para todos, nós não iremos parar um minuto. Todos os meus secretários estão focados na missão, havendo substituição, eles prosseguem na missão. Eu reitero que o Ministério da Saúde tem todo objetivo e interesse em apoiar estados e municípios. É obrigação do ministério apoiar, é do interesse. Me coloco à disposição para tratar individualmente cada necessidade. Espero ter passado todas informações necessárias”.

No encerramento da entrevista, ele se disse orgulhoso de estar no posto. “Eu tenho muito orgulho de ter estado e estar na função. Isso não é uma palavra de despedida, quando tiver que me despedir, farei oficialmente. É muito orgulho estar na pasta, não me sinto pressionado […] Vamos em frente”, finalizou.

Mais cedo, a cardiologista Ludhmila Hajjar declarou que recusou oficialmente o convite para o Ministério da Saúde. Ela anunciou a decisão em reunião com o presidente Jair Bolsonaro. O nome da médica era cotado para ocupar o lugar do ministro. A especialista tem uma linha de postura de combate ao coronavírus que defende o isolamento social e a vacinação em massa da população.

Nos bastidores, circula a informação de que o Centrão e apoiadores do presidente indicaram o nome do deputado Dr. Luizinho (PP-RJ) para assumir a vaga.

BN

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome