Remanso: Exército Brasileiro suspende atividade dos pipeiros e deixa comunidades rurais sem acesso a água

0

 

 

De acordo com pipeiros que atuam no munícipio de Remanso, o Exército Brasileiro suspendeu as atividades de oferta de água para as comunidades rurais alegando falta de recursos para pagar os trabalhadores.

Em Remanso existem cerca de 75 pipeiros, 37 deles prestam serviço ao Exército levando água para mais de 300 comunidades rurais do município.

De acordo com a categoria, desde o início de março eles estão parados por falta de pagamento. O órgão não realiza o pagamento dos serviços prestados à população desde dezembro de 2020, segundo os pipeiros.

Ainda segundo eles, o Exército chegou a emitir os recibos, mas não efetuou o pagamento.

Além dos prejuízos para a categoria, a comunidade rural vem passando por sérias dificuldades no acesso a água, já que o abastecimento, na maioria das comunidades da zona rural de Remanso, é feito através do carro-pipa.

Os pipeiros entregam 8 mil litros de água, a cada três meses, para abastecimentos das cisternas.

Conforme publicação do G1, o Ministério de Desenvolvimento Regional, responsável direto pela operação carro-pipa em conjunto com o Exército Brasileiro, informou que desde o dia 1° de março deste ano, a operação está parada por causa do projeto de lei orçamentária ainda não ter sido aprovado no Congresso Nacional e que estão buscando alternativas para evitar prejuízos à população das comunidades assistidas pelo programa.

Da Redação com informações G1/ imagem ilustrativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome