Sinjope também solicita inclusão de jornalistas no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19

0

(foto reprodução internet)

 

Assim como o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e de Publicidade no Estado da Bahia (Sinterp), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco também solicitou a inclusão da categoria entre os grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19.

Em ofício enviado a Secretaria Estadual de Saúde no último dia 18 de março, o Sinjope ressaltou que a atividade jornalística foi elevada ao status de função essencial pelo Decreto nº 49.017/2020, do governo estadual.

“Os profissionais que estão na linha de frente na cobertura externa da Pandemia do Coronavírus expõem-se ao risco de contaminação ao exercer suas atividades profissionais. E os demais profissionais que estão indo às ruas, ou até mesmo os que estão nas redações, também estão sujeitos a contaminação devido ao contato que existe no dia-a-dia entre todos esses profissionais”, destacou o Sinjope.

O sindicato explicou ainda que o principal objetivo da solicitação é o de priorizar a vacinação dos profissionais de jornais, revistas, sites de notícias, emissoras de rádio e TV, e freelancers, que participam diariamente de coberturas jornalísticas e estão sujeitos à contaminação, assim  como os médicos, enfermeiros, bombeiros, policiais, entre outros. Segundo o Sinjope, Pernambuco já passa dos 300 mil casos e 11 mil mortes em um ano de pandemia.

“Mais de 100 profissionais de mídia foram infectados e pelo menos dois morreram devido a complicações da COVID-19 em todo o estado nos últimos 12 meses. De acordo com entidades ligadas ao jornalismo, o mundo registrou mais de 600 profissionais de imprensa mortos pelo vírus, sendo que mais da metade dessas vítimas, vivia na América Latina. Um quadro que preocupa o Sinjope que solicitou ao governo do estado a vacinação para a categoria, principalmente para os jornalistas na linha de frente”, finalizou o sindicato.

 

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome