Bolsonaro desiste de indicar pastor Tutuca para diretoria da Ancine

O presidente Jair Bolsonaro desistiu de indicar o fundador da Igreja Continental do Amor de Jesus no Rio de Janeiro, pastor Edilásio Barra, conhecido como Tutuca, para ocupar um cargo na diretoria da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

“Solicita ao Senado Federal, a retirada de tramitação da Mensagem nº 59, de 20 de fevereiro de 2020, referente à indicação do Senhor EDILÁSIO SANTANA BARRA JÚNIOR, para exercer o cargo de Diretor da Agência Nacional do Cinema – ANCINE, na vaga decorrente da renúncia de Mariana Ribas da Silva”, diz despacho do chefe do Executivo, publicado no Diário Oficial da União, nesta sexta-feira (30).

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, em fevereiro do ano passado a indicação de Tutuca foi enviada ao Senado, onde ele deveria ter sido sabatinado e aprovado. O pedido para retirar a tramitação de indicação se deu porque o processo estava paralisado. Para compensar, segundo a publicação, o pastor, que também atua como colunista social, deve ser realocado para outra função na Ancine.

Em outro despacho endereçado ao Senado, Bolsonaro indica Alex Braga como diretor-presidente da Ancine, cargo que ele exerce atualmente de forma provisória. O nome é defendido pelo secretário Especial da Cultura Mario Frias.

Com quatro vagas, a diretoria da Ancine está desfalcada desde fevereiro de 2019. Desde fevereiro do ano passado o órgão conta com nomes provisórios.


Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.