Pesquisa mostra Lula 12 pontos a frente de Bolsonaro em eventual segundo turno

Pesquisa mostra Lula 12 pontos a frente de Bolsonaro em eventual segundo turno

 

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por uma diferença de 12 pontos percentuais, em uma simulação de segundo turno. De acordo com pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta quinta-feira (8), o petista teria 46% das intenções de voto, e Bolsonaro, 34%.

Na última sondagem, feita no dia 25 de junho, Lula aparecia em primeiro lugar enfrentando Bolsonaro, mas dentro da margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa Exame/Ideia ouviu 1.200 pessoas entre os dias 5 e 8 de julho. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares.

Assim como nas três pesquisas anteriores, o ex-presidente venceria em todas as simulações de segundo turno, caso as eleições fossem hoje.

O candidato que tem uma diferença mais apertada com Lula é Ciro Gomes (PDT). O pedetista teria 33% das intenções de voto, ante Lula, com 41%.

Primeiro turno

Já na simulação de primeiro turno, o ex-presidente Lula tem uma vantagem de sete pontos percentuais em relação ao segundo colocado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em uma pergunta espontânea – sem que os nomes sejam apresentados previamente – o petista aparece com 23% das intenções de voto, Bolsonaro com 16%, Ciro Gomes (PDT) com 4%, e João Doria (PSDB) com 2%. Sergio Moro (sem partido) também aparece com 2%. Luiz Henrique Mandetta (DEM), Tasso Jereissati (PSDB), e João Amoedo (NOVO) teriam 1% cada.

Na pesquisa feita no dia 25 de junho, a distância entre o petista e o atual presidente era menor, com Lula na frente (22%) e Bolsonaro logo atrás (19%). Além da diferença entre os dois ser maior na pesquisa publicada nesta quinta-feira, 8, Maurício Moura, fundador do IDEIA, destaca ainda que é alta a parcela de pessoas que não sabe em quem votar: 48%.

A pesquisa também fez o teste de forma simulada, em que os candidatos são apresentado de antemão aos entrevistados. Os cenários colocaram Ciro Gomes, um candidato do PSDB (Doria, Eduardo Leite ou Tasso Jereissati) e o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM).

Em todos os quadros, Lula estaria em primeiro, oscilando entre 41% e 43%. Já Bolsonaro variaria de 33% a 35%. Ciro teria uma variação de 10% a 13%. Os candidatos do PSDB vão de Doria, com 8%, passando por Tasso, com 6%, e Leite, com 5%. Mandetta teria 5%.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.