‘Benefícios da vacinação em adolescentes ainda não estão claros’, diz MS ao recomendar suspensão

'Benefícios da vacinação em adolescentes ainda não estão claros', diz MS ao recomendar suspensão

Na nota informativa que recomendou aos municípios que suspendam a vacinação contra o novo coronavírus em adolescentes sem comorbidades, a Secretaria Extraordinária de Enfretamento à Covid-19, vinculada ao Ministério da Saúde, afirma que os benefícios da imunização para este público ainda não estão “claramente definidos”.

O documento foi divulgado na noite desta quarta-feira (15). A prefeitura de Salvador acatou a recomendação e anunciou, na manhã de hoje (16) a suspensão da vacinação.

Com a revisão, a imunização fica restrita “aos adolescentes de 12 a 17 anos que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade, apesar da autorização pela Anvisa do uso da Vacina Cominarty (Pfizer/Biontech)”.

A pasta também apresentou as seguintes premissas:

– A Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização de criança e adolescente, com ou sem comorbidades;

– A maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela COVID-19 apresentam evolução benigna, apresentando-se assintomáticos ou oligossintomáticos;

– Somente um imunizante foi avaliado em ECR (ensaios clínicos randomizados);

– Os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos;

– Apesar dos eventos adversos graves decorrentes da vacinação serem raros, sobretudo a ocorrência de miocardite (16 casos a cada 1.000.000 de pessoas que recebem duas doses da vacina);

– Redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico.

BNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.