Superintendência de Cultura de Juazeiro se manifesta sobre pagamento do Auxílio Emergencial aos trabalhadores da cultura

Superintendência de Cultura de Juazeiro se manifesta sobre pagamento do Auxílio Emergencial aos trabalhadores da cultura

Na tarde desta quinta-feira (16), publicamos reportagem sobre mobilização dos trabalhadores da cultura de Juazeiro para um protesto contra a demora do pagamento do Auxílio Emergencial pela Prefeitura de Juazeiro, marcado para o próximo dia 20, em frente ao Paço Municipal.

Intitulado de “mensário”, o evento convida: “Venha cantar parabéns com a gente”, referindo-se aos 4 meses de espera, desde o início das discussões sobre a necessidade de disponibilizar o benefício para a categoria afetada com a pandemia da covid 19.

Nesta tarde, o PNB procurou o Superintendente de Cultura, Junior Mota, e ele esclareceu que, a Prefeitura de Juazeiro está no prazo legal para pagamento do benefício, ou seja 45 dias a partir da data. Este prazo se encerra no próximo dia 22, quarta-feira. Ele informou também que o pagamento será feito pelo Sicredi, e que o recurso deverá ser enviado à instituição financeira amanhã (17). O Banco, então, irá disponibilizar o pagamento, assim que o processo de transação financeira for concluído. Junior Mota também informou que a gestão municipal está envidando todo esforço para agilizar o pagamento do benefício, mas deve obedecer aos trâmites legais.

Auxílio Emergencial

O auxílio, instituído pela Lei n° 3.012/2021, sancionada pela Prefeita Suzana Ramos (PSDB), será pago a 350 trabalhadores da cultura de Juazeiro que se cadastraram. Serão três parcelas de R$ 300, pagas com recursos próprios do município.

O benefício foi conquistado pela categoria após diversas manifestações cobrando ações para amenizar os impactos da pandemia do Covid no setor cultural, um dos mais afetados, mas até o momento a categoria luta para receber o benefício.

Queixas

“Sabe como é viver da arte numa cidade como Juazeiro? É matando um leão por dia! O auxílio que deveria ser emergencial tornou-se mais uma lenda do Velho Chico graças a burocracia que a @prefeituradejuazeiro impõe. Queremos uma resposta para já porque quem labuta e sofre somos nós que diante da pandemia ficamos a mercê de trabalhos raros ou nem isto”, protestou o artista Luiz Carlos.

” Mas uma vez a Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura demonstra total desprezo com os trabalhadores da cultura de Juazeiro, não paga o auxilio e nem diz quando pagará, deixando a a classe a deriva, por ironia do destino, a classe que mais apoiou candidata Suzana nas eleições de 2020″, afirmou o escritor João Gilberto.

Da Redação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.