SAAE diz que abastecimento de água em Juazeiro está prejudicado por ligações clandestinas e inicia operação para desligar mais de 10 mil “gatos”

SAAE diz que abastecimento de água em Juazeiro está prejudicado por ligações clandestinas e inicia operação para desligar mais de 10 mil “gatos”

Após diversas denúncias sobre as constantes suspensões do fornecimento de água, em vários bairros de Juazeiro, o  SAAE emitiu um comunicado afirmando que, “nesta sexta-feira (15), foi iniciada a ‘Operação Ligações Clandestinas Zero’, para desligar mais de 10 mil ‘gatos’ espalhados por toda a cidade e que têm prejudicado o abastecimento em algumas áreas”.

“Os fatores são inúmeros, entre eles, os engenheiros detectaram, inclusive, que a capacidade de operação das bombas está sendo reduzida, pela quantidade de água que está sendo desviada. Ou seja, a água que deveria chegar a uma determinada localidade é desviada no caminho para outro local onde é feita uma ligação clandestina. A operação começou pelo bairro Parque Residencial e contou com o apoio da Guarda Municipal”.

A diretora-presidente do SAAE Juazeiro, Josilene Alixandre afirmou que “Os ‘gatos’ fazem com que quem paga pelo serviço de abastecimento, fique sem água, e o bombeamento para localidades mais afastadas fique prejudicado. Iniciamos essa operação e vamos combater esse tipo de crime, pois o abastecimento na cidade não pode ser prejudicado, principalmente agora, com o aumento das temperaturas”.

O órgão alertou ainda para as multas que podem ocorrer para este tipo de infração.

“As multas variam de R$ 400.00 a R$ 2.000, previstas em no Decreto Municipal 538/2017”.

Josilene Alixandre concluiu pedindo o apoio da população no combate as ligações clandestinas.

“De acordo com o nosso levantamento, são mais de 10 mil ligações clandestinas, incluindo sede e interior. Nossas equipes estão de prontidão e nós também queremos contar com a ajuda da população no sentido de denunciar furtos de água, através do número (74) 3614-9800 (também é WhatsApp). Essa operação é de extrema importância e uma prioridade para nós”, enfatiza Josilene Alixandre.

Da Redação, com informações Fabiolla Paiva/ Ascom/SAAE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.