Preço-médio do diesel ultrapassa o da gasolina pela primeira vez em 10 anos

Preço-médio do diesel ultrapassa o da gasolina pela primeira vez em 10 anos

O preço-médio do diesel ultrapassou a gasolina neste mês de julho pela primeira vez em dez anos, de acordo com levantamento junto a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Na Bahia, o valor do combustível alcançou os R$ 7,538, enquanto a gasolina registrou preço-médio de R$ 6,504.

O secretário executivo do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis-BA), Marcelo Travassos, explicou ao Bahia Notícias que o diesel vem sofrendo, principalmente, com a grande demanda pelo produto, que tem uma grande busca desde o início do confronto entre Rússia e Ucrânia na Europa.

“Com o início da guerra, os russos reduziram significativamente a venda do gás natural para alguns países. Assim a Europa, com a ausência desse produto, buscou pelo Biodiesel para poder gerar energia nas fábricas e lares, aumentando substancialmente os preços do diesel”, explicou Travassos.

Além disso, o secretário afirmou que, com a evolução do diesel para uma mercadoria mais sustentável, o seu custo de refino acabou se equiparando com o da gasolina. Hoje, o diesel possui dois tipos no Brasil, o S500 e o S10, que emitem uma quantidade menor de enxofre.

“O produto comercializado hoje não é mais óleo, ele é um biodiesel. Esse diesel no mundo todo foi refinado de uma outra forma e hoje esse produto possui um refino muito próximo da gasolina. Ele sofreu modificações e modernizações para se adequar a esse plano de controle ambiental”, explicou.

ICMS SOBRE COMBUSTÍVEIS

Em relação a aprovação da proposta de fixação do ICMS, Travassos comentou que essa medida vem sendo adotada em “outros países” e busca amenizar os danos da alta dos combustíveis. Porém ele também comenta que não irá resolver o problema “por si”.

“Não foi uma iniciativa única do Brasil, o país está buscando soluções para amenizar essa questão tão grave para a sociedade. A redução do ICMS vem nesse mesmo caminho e busca oferecer de uma forma mais adequada esses combustíveis para a nossa sociedade”, afirma Travassos.

“A gente está hoje com a expectativa da redução dos preços do barril de petróleo no mercado internacional, o que causaria a queda no valor desses derivados. A redução do ICMS por si só não resolve essa questão”, completou.

COMPARAÇÃO COM 10 ANOS ATRÁS

Em 2012, o preço-médio da gasolina na Bahia no mês de julho era R$ 2,644. Corrigindo esse valor com o avanço da inflação ele ficaria em torno de R$ 4,89. Porém, o preço-médio da gasolina baiana atualmente está em R$ 6,504, sendo 75% maior que o combustível corrigido pelo IPCA.

Em relação ao diesel, há 10 anos atrás, a média do valor comercializado era de R$ 1,985, com a correção da inflação ele deveria custar R$ 3,67 nos dias atuais. Contudo, na Bahia, o preço-médio do combustível está em R$ 7,538, ficando, aproximadamente 105,4% acima da expectativa.

No acumulado do período analisado, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), somou uma alta de 72,7%, ou seja, os preços dos combustíveis evoluíram acima do avanço da inflação.

Vale lembrar que o Preço de Paridade Internacional (PPI) foi implantado em outubro de 2016. O valor do barril do Petróleo Brent, referência na política de preços da Petrobras, custava US$ 103,14 em julho de 2012, enquanto nesta segunda-feira (18) ele custa US$ 103,93, de acordo com o Investing.

Bahia Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.