Moraes prorroga prisão temporária de homem que ameaçou Lula e ministros do STF

Moraes prorroga prisão temporária de homem que ameaçou Lula e ministros do STF

A pedido da Polícia Federal, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes prorrogou, nesta terça-feira (26), a prisão temporária de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, homem que fez ameaças ao ex-presidente Lula (PT), outros políticos de esquerda e magistrados do Supremo.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, a detenção do apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) foi prorrogada por mais cinco dias a partir desta quarta-feira (27) e teve anuência do Ministério Público Federal. Ao solicitar a manutenção da prisão, a PF argumentou pela necessidade de mais tempo para analisar o material apreendido com o suspeito, além de evitar que ele entre em contato com outros membros de um suposto grupo criminoso do qual faz parte.

Na decisão, Moraes apontou que ao ser preso, Ivan compartilhou um novo vídeo nas redes sociais com o título “PRENDE ELE! A esquerda pira e se desespera diante dos fatos… o Brasil acordou! Chora tchutchuca….”. Neste material, ele volta a convocar a invasão do STF no 7 de Setembro e atacar os ministros.

“Neste novo vídeo, há referência expressa ao art. 142 da Constituição Federal [sobre o papel das Forças Armadas] e à possibilidade de rompimento institucional do Estado Democrático de Direito, também se vislumbrando como possível a configuração do delito de incitação ao crime, previsto no art. 286, parágrafo único, do Código Penal”, diz trecho da decisão.

Diante do novo ataque, Alexandre de Moraes afirma que é necessário que “a autoridade policial avance na análise do material apreendido e na elucidação das infrações penais atribuídas à associação criminosa em toda a sua extensão”.

Bahia BA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.