Barbearia é interditada em Petrolina, acusada por descarte irregular de material

Barbearia é interditada em Petrolina, acusada por descarte irregular de material

Nessa terça-feira (13), a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) interditou um estabelecimento na área de beleza por descarte irregular de material perfurocortante e por não apresentar licença sanitária. Além destas irregularidades, a fiscalização sanitária ainda encontrou o ambiente sujo, sem materiais esterilizados e demais itens necessários para ofertar um serviço de segurança aos clientes.

De acordo com o Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 222, de 28 de março de 2018, que dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde aponta que: os materiais perfurocortantes devem ser descartados em recipientes identificados, rígidos, providos com tampa, resistentes à punctura, ruptura e vazamento.

O diretor-presidente da AMVS, Marcelo Gama, informou que após o recebimento da denúncia, a equipe de fiscalização foi até o local averiguar a situação. “O trabalho desenvolvido pela Vigilância Sanitária tem o objetivo de assegurar qualidade dos serviços prestados em todas as áreas de atuação e de oferta ao consumidor final. As nossas ações de fiscalização são de segurança, coisa que não encontramos na barbearia que visitamos, onde as lâminas estavam descartadas em sacos de lixo comum e espalhadas em um terreno em frente ao local. Isso é inadmissível”, explicou Marcelo.

 

 

Ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.