MINC

Na Bahia, Movimento Ocupa MinC inicia diálogo  com o presidente do Conselho Estadual de Cultura

Cerca de 200 pessoas, por dia, têm circulado no prédio da extinta sede regional do Ministério da Cultura (MinC), no Pelourinho, em Salvador. O espaço está ocupado desde a terça-feira, 17, por artistas, produtores, trabalhadores da cultura e movimentos sociais em protesto pela gestão do atual governo interino que culminou, inclusive, com a fusão das pastas da Educação e Cultura. Na manhã desta sexta-feira, 20, o presidente do Conselho Estadual

Presidente do Conselho de Cultura publica artigo em defesa do MinC

O presidente do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, Márcio Ângelo Ribeiro, publicou artigo no jornal A TARDE da última quarta-feira, 18. O texto é uma crítica à extinção do Ministério da Cultura (MinC), órgão que se tornou uma secretaria subordinada ao Ministério da Educação. Márcio Ângelo é juazeirense e assumiu a presidência do Conselho estadual no ano passado, 2015. Veja o artigo. O Secretário de Cultura de Juazeiro também

O que é o MinC? E o quê a cultura perde sem ele?

Reduzir o Ministério da Cultura à condição de Secretaria nos dá a dimensão exata da compreensão de cultura que tem o novo – e provisório – comando do Brasil. O MinC, nos últimos 13 anos, liderou a formulação e realização de políticas culturais com base na democratização, no respeito à diversidade e na ampliação do conceito de cultura. Através da participação social e do diálogo estabelecido, foi possível desenvolver políticas

Secretário de Juazeiro divulga nota sobre o fim do MinC

Decisão do presidente Michel Temer, extinguiu o Ministério da Cultura (MinC) e incorporou a área à Educação. A classe artística reage com indignação. Um abaixo assinado está sendo mobilizado por internautas e o Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Cultura (ConECta) emitiu um manifesto após a fusão. O secretário de Cultura de Juazeiro-BA, divulgou uma nota expondo sua indignação com o fato. Nota-A Cultura Nacional à beira do abismo  Depois do atentado