SDR lança campanha de alimentos saudáveis para marcar Dia do Meio Ambiente

SDR lança campanha de alimentos saudáveis para marcar Dia do Meio Ambiente

A sede do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf) Recôncavo, localizado no Parque Florestal Mata de Cazuzinha, no município de Cruz das Almas (RMS), ficou repleto de barracas e famílias que, no Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), decidiram prestigiar o lançamento da Feira de Alimentos Saudáveis e Economia Solidária e da campanha ‘Alimentos Saudáveis: Bom para você, melhor para o mundo’, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR).

O som do triângulo, da zabumba e da sanfona compunha a música ambiente de quem visitava as barracas para comprar legumes, frutas, verduras, bolos, biscoitos, sequilhos, sucos, artesanato, flores, entre outros produtos. Em outros pontos do parque ocorriam mini palestras sobre cuidado com o lixo, sugestões de como economizar a água e dicas de técnicos da A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

“A Agricultura Familiar para alguns, era coisa de coitadinho de pobre que não tinha produção, mas neste evento nós estamos mostrando a força que os agricultores familiares têm. Produtos de qualidade, preço bom e alimentos saudáveis”, afirmou o diretor presidente da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Ivan Fontes, que no evento esteve representado o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues

Fontes salientou que a inauguração da Feira, prevista pra acontecer, inicialmente, uma vez por mês, no mesmo local, fortalece a venda dos produtos e contribui com a campanha, que tem o objetivo de incentivar o consumo e valorização de alimentos sem veneno produzidos pela agricultura familiar, além de estimular agricultores, consumidores, gestores públicos, estudantes, mães, pais e toda população, a refletir sobre os graves riscos à saúde com a ingestão de alimentos que usam agrotóxicos e fertilizantes sintéticos.

“O que nós comemos é também o que nós vendemos. Nossa produção não contém veneno, e isso é uma forma de preservar a nossa saúde e de quem compra”, afirmou o agricultor José Almeida, que estava comercializando hortaliças, Segundo ele, “eventos como este deveriam acontecer semanalmente, pois contribui na geração de renda”.

Meio Ambiente

Crianças, jovens, adultos e adolescentes que visitaram a Feira receberam mudas de aroeira, ipê amarelo, pau Brasil e, guiado por técnicos, fizeram uma ação para a recomposição da Mata Atlântica do Recôncavo, plantando mais de 100 mudas. “Nossa riqueza que os portugueses vieram buscar era o pau Brasil e hoje é difícil de encontrar”, disse Diego Ramos, 15 anos, que fez um plantio da muda de Pau Brasil.

Jorge de Almeida, agrônomo e um dos guias do plantio de mudas, ressaltou que, para além do dia 5 de junho, é fundamental que os cidadãos tenham atitudes e entendam que o Dia Meio Ambiente são todos os dias, no qual a preservação com a natureza e com o próprio corpo é fundamental.

O reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Sílvio Soglia, destacou a importância do evento, enfatizando que “para preservar o Meio Ambiente é preciso “ações coletivas como esta, que integra diversos órgãos do poder público estadual, a universidade e o movimento social da agricultura familiar”. Para vice-reitora, Georgina Gonçalves, a atividade “aposta no futuro, rediscute e se reposiciona sobre um novo modo de estar no mundo e se relacionar com a vida, a cidade e o meio. A universidade e Embrapa foram parceiras da SDR na realização da Feira.

Estação experimental e selo

Compondo a programação teve também a assinatura de um termo de compromisso onde a SDR, por meio da Bahiater celebra junto a UFRB e Embrapa (unidade de Mandioca e Fruticultura) o repasse de R$167,7 mil destinados a execução de obras de infraestrutura e manutenção, da Estação Experimental da cidade de Conceição do Almeida, com o objetivo da implantação da Estação Experimental Mandioca e Fruticultura Tropical. Foi ainda realizada a entrega do Selo da Agricultura Familiar e de títulos de posse de terra para agricultores familiares do Território do Recôncavo.

Fonte: Ascom/ Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.