Seis meses sem Beatriz: a dor de uma mãe e um grito por justiça!

Seis meses sem Beatriz: a dor de uma mãe e um grito por justiça!

Hoje completam seis meses sem minha princesa. Foram dias de dor e saudade. Estamos em busca da verdade e que esses assassinos sejam identificados e punidos exemplarmente. Estamos crescendo, ganhando força e o nível das cobranças só vai aumentando. Vamos continuar lutando por justiça, cobrando das autoridades, fiscalizando e denunciando quem tentar atrapalhar as investigações. Em relação as denúncias que fiz reafirmo que o colégio cometeu crime de assumir o risco de matar, uma negligência muito grande na sua segurança, descumprindo leis e decretos que regulamentam o seu funcionamento. A impressão que temos é de que os órgãos públicos estão fazendo vista grossa para essas irregularidades que ainda permanecem colocando em risco a vida de outras crianças. Um colégio que sempre pregou o amor e a solidariedade está perdendo uma grande oportunidade de por em prática os seus ensinamentos assumindo uma postura omissa deixando bem claro para todos que a sua preocupação é apenas com sua tradição e imagem. Continuaremos nos manifestando e cobrando cada vez mais do Governador de Pernambuco, o senhor Paulo Câmara, que envie mais recursos, da Polícia Civil, cobramos mais empenho e agilidade para a elucidação desse caso e também do Ministério Público, que saia da sua zona de conforto e cumpra seu papel de representar Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva plenamente. Quero aproveitar mais esta oportunidade e agradecer a Deus e a todos que se solidarizam com nossa causa. #SomostodosBeatriz Queremos justiça!

Lucinha Mota

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.