Seja um doador de sangue você também

Seja um doador de sangue você também

1013083_419305788177548_1612897827_n

Doar sangue é um ato de solidariedade, já que cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. E é este pensamento que a juazeirense Adailma Gomes leva a cada vez que pratica o ato.

Doadora frequente há 7 anos, a jornalista conta que se orgulha de poder ajudar.”Lembro que minha primeira doação aconteceu aos 18 anos e era algo que sempre tive vontade de fazer. Na época não tinha nenhum conhecido precisando de doação. Fui porque tinha vontade. Descobri depois da minha primeira doação que meu tipo sanguíneo é O+, que um sangue com bastante procura na região.” disse.

Apesar de ações como essa, é preciso incentiva o hábito de doar. Atualmente, são coletadas no Brasil, cerca de 3,6 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,8% da população doando sangue. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde trabalha para aumentar este índice. O Ministério da Saúde reduziu a idade mínima de 18 para 16 anos (com autorização do responsável) e aumentou de 67 para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no País.

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba)  de Juazeiro-BA, por exemplo, está com estoque baixo e precisa ampliar e reforçar os estoques de sangue, principalmente durante os períodos que antecedem grandes eventos, como os festejos juninos.

No município, atualmente está sendo realizada a campanha” Doe sangue, receba vida”, um projeto comprometido com a realidade vivenciada pelos alunos do Colégio Estadual Rui Barbosa e pela comunidade.

A proposta do projeto é de estimular os alunos a vivenciar uma experimentação contextualizada e interdisciplinar dos gêneros textuais, através de uma campanha de doação de sangue. Os alunos têm como desafio a criação de cartazes e vídeos que possam divulgar a causa do sangue, ajudando a disseminar o gesto solidário e consciente da população. “Todo material da campanha é produzido pelos alunos promovendo a aproximação entre teoria e prática e propondo soluções criativas em favor da solidariedade humana.” declarou a organização da campanha.

Dia Mundial do Doador de sangue:

Todos os anos muitas pessoas têm suas vidas salvas graças à doação de sangue. Pensando na importância do doador, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 14 de junho como o “Dia Mundial do Doador de Sangue”, com o objetivo de incentivar ainda mais pessoas a doarem.

Quem não pode doar?

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
– Mulheres grávidas ou que estejam amamentando
– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
– Usuários de drogas
– Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos

Para fazer a doação é necessário:

– Levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);

– Estar bem de saúde;

– Ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, comparecer com um dos pais ou responsável, ou com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias;

– Pesar mais de 50 Kg;

– Não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Recomendações para o dia da doação:

– Nunca vá doar sangue em jejum
– Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação
– Não tome bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores
– Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação
– Evite alimentos gordurosos nas 3 horas antes da doação
– As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, sobem em andaimes e praticam pára-quedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por 12 horas antes da doação

Intervalos para doação

Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)

– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Cuidados pós-doação

– Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas

– Aumentar a ingestão de líquidos

– Não fumar por cerca de 2 horas

– Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas

– Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas

– Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho.

Cirurgias e prazos de impedimentos

– Extração dentária: 72 horas

– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses

– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses

– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação

– Transfusão de sangue: 1 ano

– Tatuagem: 1 ano

– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

Aproveite que hoje, 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do doador de sangue e doe você também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.