Indefinição sobre a recomposição do orçamento 2016 preocupa gestores da Univasf

Indefinição sobre a recomposição do orçamento 2016 preocupa gestores da Univasf

foto2-n3360

A indefinição sobre a recomposição do orçamento das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) pelo Ministério da Educação (MEC) foi discutida em reuniões do Fórum de Pró-reitores e do Fórum de Avaliação Administrativa realizadas na última terça-feira (14), no Campus Sede da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina (PE). Com base em indicadores da Pró-reitoria de Gestão e Orçamento (Projest), as limitações orçamentárias para o exercício 2016 foram destacadas pelos gestores para projeção de medidas de contenção de despesas que garantam a manutenção das atividades acadêmicas e o funcionamento dos campi.

A Reitoria citou o impacto do contingenciamento que tem provocado retração de investimentos em todas as Ifes e reafirmou o esforço da Univasf para a manutenção de programas e políticas institucionais voltados às atividades de ensino, pesquisa, extensão e à assistência estudantil. Com orçamento de custeio reduzido em 20%, e de capital em 60%, conforme o reitor Julianeli Tolentino as despesas projetadas deverão preservar ações prioritárias, mas sinaliza a necessidade de ajustes para atendimento a solicitações de empenho, em consonância com as estimativas de regularização dos repasses financeiros pelo Governo Federal.

De acordo com a Reitoria, a expectativa é que o MEC estabeleça uma agenda para repactuação de recursos destinados às universidades e a retomada do diálogo com os reitores, o que poderá acontecer, disse Julianeli, já no próximo dia 21, na plenária da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Superior (Andifes) com a presença do ministro Mendonça Filho, convidado para o evento. No último dia 2, a Diretoria Executiva da Andifes se reuniu com Mendonça Filho e entregou ofício no qual são realçados os avanços da educação superior nas últimas décadas, o processo de expansão, a interiorização das universidades federais, infraestruturas físicas e demandas para expansão e consolidação do sistema federal de educação superior.

Programa de Gestão

O segundo ponto de pauta do Fórum de Pró-reitores demandou encaminhamentos para a realização da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão que será promovida neste ano. A perspectiva é que o evento seja realizado em todos os campi da Univasf, numa iniciativa de descentralização das atividades, proposta pela pró-reitora de Extensão, Lúcia Marisy.

Durante a reunião também foram avaliadas as atuações dos Comitês Executivos do programa de gestão 2016-2020, cujos trabalhos já foram iniciados. O tema também integrou a pauta do Fórum de Avaliação Administrativa com a participação de secretários e assessores. Os debates conduzidos pelo vice-reitor Telio Nobre Leite visam o acompanhamento sistemático das atividades programadas junto aos setores envolvidos.

Os Comitês Executivos englobam oito eixos temáticos, Excelência Acadêmica; A Univasf, o Sertão e o Mundo; Por Você Estudante; Por Você Servidor; Meu Campus; Praticando a Gestão Democrática, Univasf Sustentável e Unidiversidade.

Gabinete da Reitoria .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.