Considerada extinta há 14 anos, ararinha-azul é vista em Curaçá

Considerada extinta há 14 anos, ararinha-azul é vista em Curaçá

As ararinhas-azuis são um símbolo da luta contra a extinção de animais, tema que ganhou muita força desde o fim dos anos 1990. Quinze anos atrás o último indivíduo da espécie que vivia na natureza desapareceu, mas na última semana o aparecimento de uma delas surpreendeu os moradores de Curaçá.

A cidade é o habitat natural da ararinha, e os moradores vêm sendo preparados para um projeto que busca reinserir na natureza alguns dos 100 exemplares de ararinhas mantidos em cativeiro. O agricultor Nauto Oliveira foi o primeiro a ver e reconhecer a ave, e no dia seguinte sua mulher, Lourdes, e sua filha, Damillys, conseguiram registrá-la em vídeo.

Pedro Develey, diretor da SAVE Brasil, a Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil, foi avisado e logo se encaminhou para o local, mas não conseguiu encontrar a ararinha. Segundo ele, o vídeo não deixa dúvidas de que é mesmo uma ararinha-azul que foi avistada, por causa de seu canto característico.

Pedro considera praticamente impossível que a ave tenha vivido solta e despercebida nesses últimos anos. O mais provável é que ela fosse mantida em cativeiro e que seu dono tenha a soltado – a teoria faz sentido, até porque o Ibama fez uma grande ação de combate ao tráfico de animais na região há pouco tempo.

Nunca ouviu o barulho feito pela ararinha-azul? Confira no vídeo gravado por Damillys.

Fonte: Hypeness

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.