Abastecimento no Mercado do Produtor de Juazeiro está normalizado

Abastecimento no Mercado do Produtor de Juazeiro está normalizado

(foto: divulgação)

Com o fim da greve dos caminhoneiros a comercialização de produtos no Mercado do Produtor de Juazeiro está sendo retomada gradativamente. Nesta segunda-feira (04) os boxes já estão com bastante mercadoria com a oferta chegando a ser superior à procura. Tudo está funcionando normalmente e a expectativa é que a comercialização da época junina aumente ainda mais as vendas.

De acordo com o setor de estatísticas do entreposto, o Ceasa de Juazeiro já voltou a receber em torno de 200 caminhões por dia. Grande parte dos produtos vem de outros Estados como São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina. A cotação também foi normalizada e não foi registrado grande aumento nos preços dos produtos.

É possível encontrar 90% dos alimentos que estavam em falta durante a greve dos caminhoneiros como: cenoura, beterraba, batata, batata doce, cebola, alho, abóbora, quiabo, laranja, tangerina, morango, limão, banana, uva, melancia e de folhagens em geral.

O diretor executivo da AMA Mitonho Vargas destacou que o entreposto está preparado para receber os caminhoneiros desde a semana passada e falou sobre a situação do mercado. “Hoje a situação está mais estabilizada. Alguma mercadoria ainda está um pouco mais cara do que no começo da greve, mas isso é natural. Tivemos um prejuízo de R$ 50 milhões nesse período de greve. Ficamos satisfeitos de ver a normalização das vendas e já se pode encontrar todos os produtos em nosso entreposto”, concluiu Mitonho.

O Mercado do Produtor de Juazeiro é o quarto do país em comercialização de frutas e verduras. A produção agrícola da região decorre de vários projetos de irrigação de pequenas e médias empresas, e da agricultura familiar do município de Juazeiro. O Ceasa tem em media 1.360 boxes e 250 ambulantes atuando no entreposto. O Mercado do Produtor de Juazeiro funciona de segunda a sexta-feira (das 2h às 22h e aos sábados até às 17h).

Daniela Duarte/AMA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.