Preto no Branco

16873 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Escritora faz primeiro post após ataque de pitbulls e diz que está bem; hospital informa que estado de saúde é estável e mantém boa evolução

0

 

A escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, fez seu primeiro post nas redes sociais após ser atacada por três cães da raça pitbull no último dia 5.

Em seu perfil no Instagram, ela agradeceu aos profissionais do Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, onde recebe tratamento. “Estou bem”, escreveu.

Em nota, a direção do hospital informou que o estado de saúde da escritora se mantém estável, com boa evolução. “A paciente está lúcida, conversando e se alimentando normalmente.” Não há, entretanto, previsão de alta. Ela está sendo acompanhada por neurocirurgião, cirurgião geral, cirurgião plástico, cirurgião bucomaxilofacial, ortopedista e fisioterapeuta.

Roseana foi atacada pelos cães quando saía de casa, por volta das 6h, para uma caminhada em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, hábito que mantinha diariamente.

No ataque, ela teve o braço e a orelha direita arrancados pelos animais. Gravemente ferida e desmaiada, a escritora foi arrastada pelos cães por cerca de 5 metros.

Os donos dos animais, Kayky da Conceição Dantas Pinheiro, Ana Beatriz da Conceição Dantas Pinheiro e Davidson Ribeiro dos Santos, tiveram a prisão preventiva decretada no domingo (7), durante audiência de custódia. A Justiça do Rio, entretanto, concedeu liberdade aos três na quinta-feira (11).

Análise

Ao comentar o caso, o presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ), Reinaldo Veloso, disse que os animais não devem ser o centro da discussão, e sim a responsabilização do tutor. “É importante que a sociedade saiba que não é questão de matar os animais, mas educar os humanos.”

“Os humanos é que têm que seguir a legislação vigente. O Brasil tem que deixar de ser um país de faz de conta e as pessoas precisam respeitar a legislação. A legislação é clara e diz que todos os animais de grande porte, como fila, rottweiler e pitbull, têm que andar em áreas comuns, que as pessoas frequentam, com focinheira, coleira, guia. E que seja confortável para os animais”, disse, em entrevista ao programa Repórter Brasil, da TV Brasil.

Agência Brasil

HU-Univasf receberá emenda parlamentar no valor de R$ 1,8 milhão para investimentos

0

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), recebeu nesta sexta-feira (12) o senador Humberto Costa (PT) para anunciar a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 1,8 milhão à instituição.

Os recursos provenientes da emenda serão aplicados em áreas prioritárias do hospital, como aquisição de arco cirúrgico, equipamentos de eletrocardiograma, desfibrilador, reforma da subestação elétrica e instrumentos para dar suporte ao Centro de Pesquisa Clínica do HU-Univasf.

“Somos uma instituição que dá suporte ao atendimento de mais de 2 milhões de habitantes na região integrada de saúde Rede Peba, totalizando 53 municípios e, para isso, é necessário muito investimento para a capacitação de pessoal, aquisição de equipamentos para, consequentemente, atendermos mais e melhor a população de toda essa região. Com essa emenda, pretendemos investir na aquisição de equipamentos que precisarão de melhor fornecimento de energia e, à vista disso, também investiremos na reforma da nossa subestação elétrica”, afirmou o superintendente do HU-Univasf, Julianeli Tolentino.

O senador Humberto Costa reforçou a importância da destinação do recurso, que contribuirá também para a aquisição de equipamentos para dar suporte às pesquisas clínicas desenvolvidas na unidade. “O Centro de Pesquisa Clínica do HU-Univasf é muito importante para um país que deseja produzir Ciência, Tecnologia, promover a criação de patentes e fortalecer o nosso complexo econômico-industrial da saúde”, enfatizou o senador.

O Centro de Pesquisa Clínica do HU-Univasf

Em 2022, o Hospital da Univasf foi classificado para a implantação de Centro de Pesquisa Clínica com apoio da Ebserh, incentivando o desenvolvimento de pesquisas no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS). Este Centro possibilita a captação e o avanço de pesquisas clínicas no âmbito do hospital. É o primeiro com esta finalidade na região do Vale do São Francisco, contribuindo para o progresso tecnológico e inovação em saúde no contexto de ensaios com novas estratégias terapêuticas, novos produtos para utilização em saúde, tecnologia 3D, biomateriais e produtos naturais do semiárido, articulando a academia, pesquisadores, estudantes, o Hospital Universitário, a indústria e as agências de fomento do estado e do país.

Ascom

 

Em assembleia realizada pelo Sindsemp, servidores da saúde deliberam nova paralisação em resposta às negativas de negociação por parte da Secretaria de Saúde

0

Sem obter novos avanços nas pautas da campanha salarial dos servidores da saúde, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) convocou uma assembleia nesta sexta-feira (12), a fim de deliberar novos encaminhamentos na luta pelos direitos da categoria, após a Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina travar, novamente, a mesa de negociação.

Em regime de votação, os servidores da saúde como um todo aprovaram uma nova paralisação em caráter de mobilização, deixando claro que não abrem mão do avanço nas pautas da campanha salarial, que voltou a ser travada, principalmente em nível de matéria financeira.

Diante do atual momento, o Sindsemp reforça seu compromisso com os direitos dos servidores e destaca que, se não há avanço no debate, as categorias da saúde seguem unidas e mobilizadas para reivindicar cada um dos pontos da campanha salarial.

Ascom/Sindsemp

“Canta Baixinho para Ouvir Melhor”: Será neste sábado (13), no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, o show de Josemar Pinzoh

0

 

Acontece hoje (13), às 20 horas, no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, mais uma apresentação do projeto “Canta Baixinho para Ouvir Melhor”. O professor, poeta e compositor Josemar Pinzoh será o convidado do projeto, que é idealizado pelo coletivo cultural Indivíduo Coletivo e visa possibilitar ao público a apreciação de performances autorais de artistas regionais.

Em “Pra ser feliz”, Pinzoh promete apresentar toda a expressão da sua poesia em forma de canção e se aventurar pela música, mesmo não sendo ainda uma das suas áreas de atuação.

“Neste show as pessoas podem esperar a minha entrega e a expressão da minha poesia. Podem esperar muito do que sou, porque o lirismo poético das canções são vociferações e expressões do meu eu mais profundo, às vezes túrbido e inquieto, às vezes terno e amoroso, mas sempre pronto para sorrir solto e ser feliz”.

Josemar Pinzoh, é curaçaense do São Bento, professor, pesquisador e escritor.

Como poeta, seu primeiro livro, ainda mimeografado a óleo, de 1985, foi lançado em co-autoria com o amigo Pinduka. Em 1986, ainda com o amigo Pinduka, lançou o livro “Come-tendo Poesias”, publicado pela editora Scortecci, de São Paulo, cujo lançamento, em Juazeiro, aconteceu na calçada do Centro de Cultura João Gilberto, em 1987. Um segundo livro de poesia só veio sair em 2011, 25 anos depois, e chama-se “O mesmo outro”, do qual nasceram algumas conversões de poemas em canções.

Além desses livros literários, há outros académicos, como “Pesquisa-Criação”, de 2012, “Paradigma Cultural”, de 2016 (coletânea em co-autoria com Edmerson Reis), “Encarando o Bicho-papão” e “Polilogia”, de 2022 (ambos coletâneas científicas). Atualmente, prepara o livro “Primavera Urbana” e outro sobre a produção da existência em territórios Semiáridos. Além de livros, sua atividade de escrita inclui artigos e ensaios publicados em revistas científicas e em coletâneas.

Começou a se aventurar na composição musical ainda na década de 90, a partir da convivência com Fernando Antônio Ferreira, o Fernandinho, seu compadre, com o qual tem inúmeras parcerias, incluindo a canção Bem Velho, que já conta com um clipe publicado no YouTube.

No palco, o “Canta baixinho” marcará praticamente a sua estreia. Antes disso, a única vez que se aventurou a fazer um show foi na comemoração dos seus 50 anos, no Teatro Raul Coelho, em Curaçá.

Os ingressos custam R$ 30 (inteira) | R$15 (meia)

Informações: 74 98825-5249/ 74 98815 8656 (whatsapp)

Canta Baixinho para Ouvir Melhor

Lançado em setembro de 2023, o projeto, além de contribuir para a divulgação da diversidade de estilos musicais e de artistas que constroem a cena musical de Juazeiro, tem como objetivo formar platéia e fazer com que o público vivencie uma experiência de apreciação musical. “A ideia do projeto é proporcionar ao público um show intimista e uma experiência que favoreça a escuta da música local, com foco na canção, sem as distrações dos bares, restaurantes ou dos grandes shows. Em 2023, recebemos grandes artistas da região, o público acolheu a ideia e agora voltamos para mais uma temporada”, pontua Moesio Belfort, um dos idealizadores do projeto.

O projeto já recebeu Joyce Guirra, Moesio Belfort, Rogério Leal, Peu Bandeira e Jaidete Varjão. Depois de Pinzoh, a segunda temporada do projeto prevê, ainda, mais duas apresentações até junho, e conta com o apoio da AGF Solar.

Redação pNB, com informações Ascom

Mães de alunos com autismo criticam divulgação da prefeitura que coloca Juazeiro como “referência em educação inclusiva na Bahia”: “E nossos filhos fora da escola por falta de auxiliar?”

0

 

Durante uma roda de conversa em alusão ao mês de conscientização do Autismo, realizada na noite desta quinta-feira (11), no auditório da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em Juazeiro, Norte da Bahia, a Prefeita Suzana Ramos (PSDB) declarou que a educação municipal é referência para pessoas com o Transtorno do Espectro Autista.

“Fiquei muito feliz em ver tanta gente envolvida, lutando pela inclusão. Todas as escolas que temos reformado e entregue, sempre têm uma sala para os alunos com o transtorno, porque entendemos a importância da inclusão e isso me deixa muito feliz. A Casa TEA que vamos entregar será para a nossa região, para atender, não apenas as crianças, mas também os pais, porque os pais precisam ser apoiados também”, destacou Suzana Ramos.

Porém, constantemente o Portal Preto no Branco é procurado por responsáveis por alunos com TEA, que até o momento estão fora das salas de aula, devido a falta de auxiliares de Atendimento Educacional Especializado. Nesta sexta-feira (12), Beatriz Ramires, mãe de um menino diagnosticado com autismo, contou que já cobrou diversas vezes a contratação de um profissional para acompanhar a criança na escola.

“Meu filho está matriculado na EMEI Vanda Guerra, no Residencial São Francisco, e este ano ainda não foi para a escola por falta de auxiliar de AEE. Já procurei a Secretaria de Educação, mas ainda não resolveram essa situação. A única resposta que dão é que estão aguardando a convocação do processo seletivo e nunca contratam uma profissional. Enquanto isso, meu filho está sem poder estudar e eu não sei mais o que fazer. Já estamos chegando no meio do ano e eu estou com medo dele perder o ano”, desabafou.

A tia de um aluno com TEA, matriculado na Escola Carmem Costa Santos, no bairro Alto da Aliança, também reclamou que a criança está sendo prejudicada pela falta de auxiliar de AEE na instituição de ensino.

“Meu sobrinho, está desde o ano passado sem auxiliar. No ato da matrícula deixamos na direção da escola o laudo informando que ele foi diagnosticado com TEA e até agora ainda não contrataram uma auxiliar. Por conta disso, ele não está exercendo o direito dele de estudar. Por falta de auxiliares, a direção está escolhendo os dias em que os alunos com TEA podem ir para a escola. Um absurdo!” criticou.

Outra responsável por aluno relatou que somente em uma escola municipal, 16 alunos com TEA estão sem estudar por falta de auxiliares de AEE.

 “Tem uma lista de 16 alunos com autismo que estão sem ir a escola por falta de auxiliar nas escolas. Já foram feitas várias visitas na Seduc e a reposta é que os auxiliares foram convocados, mas não compareceram. Já estamos em abril e nada. Essa gestão passou de todos os limites de tolerância”, criticou.

Estamos encaminhando as reclamações para a Secretaria de Educação e Juventude de Juazeiro.

Redação PNB

Com remuneração de até R$ 10.384,30 seguem abertas, até o próximo dia 15 de abril, as inscrições para o Concurso Público da Prefeitura de Sento Sé

0

 

Seguem abertas até o próximo dia 15 de abril, as inscrições para o Concurso Público da  Prefeitura de Sento Sé, com oferta de mais de 150 vagas para profissionais de diversas áreas nos níveis fundamental, médio, técnico e superior.

As inscrições podem ser feitas no site da empresa Planejar, organizadora do certame. A taxa de inscrição varia de R$ 75,00 a R$ 120,00.

A prova objetiva está programada para o dia 12 de maio de 2024 e, após esta fase, haverá ainda prova de títulos para os candidatos de nível superior e professores. A prova prática será necessária para alguns cargos.

A remuneração para jornadas, que variam de 30 a 40 horas semanais, vai de R$ 1.412,00 a R$ 10.384,30.

O Concurso Público tem validade de dois anos, com possibilidade de ser prorrogado por igual período.

Confira vagas:

Advogado (2); Agente de Portaria (11); Agrônomo (1); Arquiteto (1); Assistente Social (2); Assistente Social (1); Auxiliar Administrativo (12); Auxiliar de Farmácia (3); Auxiliar de Odontologia (2); Auxiliar de Serviços Administrativos (3); Auxiliar de Serviços Gerais (17); Biomédico (1); Carpinteiro (1); Condutor de Viatura Leve (3); Condutor de Viatura Pesada (1); Coordenador Pedagógico (3); Coveiro (1); Educador Físico (1); Eletricista (1); Enfermeiro (1); Enfermeiro (3); Engenheiro Civil (1); Engenheiro de Minas (1); Engenheiro Eletricista (1); Engenheiro Florestal (1); Farmacêutico (1); Fiscal de Obras e Posturas (1); Fisioterapeuta (1); Fonoaudiólogo (1); Jardineiro (1); Maqueiro (1); Mecânico de Viatura (1); Médico Cardiologista (1); Médico Clinico Geral (1); Médico Dermatologista (1); Médico Generalista (2); Médico Ginecologista (1); Médico Neurologista (1); Médico Neuropediatra (1); Médico Ortopedista (1); Médico Pediatra (1); Médico Psiquiatra (1); Merendeira (12); Nutricionista (1); Odontólogo (2); Operador de Maquina (3); Pedreiro (1); Pintor (1); Professor de Artes (1); Professor de Ciências (4); Professor de Educação Física (2); Professor de Geografia (3); Professor de História (4); Professor de Inglês (1); Professor de Língua Portuguesa (3); Professor de Matemática (3); Professor de Primário (EI e AI) (3); Professor Intérprete em Braille (1); Psicanalista (1); Psicólogo (1); Psicólogo (1); Técnico Agrícola (1); Técnico Ambiental (1); Técnico de Contabilidade (1); Técnico de Enfermagem (1); Técnico de Enfermagem (3); Técnico de Laboratório (1); Técnico de Segurança do Trabalho (1); Técnico em Informática (1); Técnico em Raio X (1); Técnico em Vigilância Sanitária (1); Topografo (1); Vaqueiro (1); e Veterinário (2).

Redação PNB

Isaac Carvalho lamenta falecimento de Bráulio Alexandre, pai da prefeita Suzana Ramos

0

 

Em um comunicado enviado aos veículos de imprensa da região, o ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, manifestou seu pesar pelo falecimento de Bráulio Alexandre de Carvalho, pai da prefeita de Juazeiro, Suzana Ramos. Confira a nota:

Nota de Pesar

“É com profundo pesar que recebemos a triste notícia do falecimento do Sr. Bráulio Alexandre, pai da prefeita de Juazeiro, Suzana Ramos. Neste momento de luto e dor, expressamos os nossos mais sinceros sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração da prefeita, dos amigos e demais familiares, dando-lhes força para superar essa perda irreparável.”

Atenciosamente,
Isaac Carvalho, ex-prefeito de Juazeiro

Ascom

Dia D contra Influenza: UBSs de Juazeiro estão funcionando nesse sábado (13) para imunização contra gripe

0

Neste sábado (13), a Secretaria de Saúde (Sesau) está disponibilizando as doses de vacina contra a gripe nas Unidades Básicas de Saúde nas zonas rural e urbana do município. A ação faz parte da mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza.

As UBSs estarão aplicando as doses das 8h às 13h, interior, e das 8h às 16h, sede.

Documentos

Para tomar a vacina é preciso levar RG, CPF ou Cartão SUS e o cartão de vacina.

Público-alvo

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
  • Idosos;
  • Gestantes;
  • Puérperas (até 45 dias pós-parto);
  • Povos Indígenas e Quilombolas;
  • Trabalhador da Saúde;
  • Adolescentes e jovens em medidas socioeducativas (12 a 21 anos);
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Pessoas com comorbidades;
  • Professores e trabalhadores da educação;
  • Profissionais das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica);
  • Pessoas em situação de rua;
  • Profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais federais, militares, civis e rodoviários;
  • Bombeiros militares e civis; e guardas municipais e trânsito);
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbano e de longo curso;
  • Trabalhadores Portuários.
 
Ascom/ Sesau

PGR defende no STF derrubada de marco temporal das terras indígenas

0

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, enviou nessa quinta-feira (11) parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual defende a derrubada do marco temporal das terras indígenas, que foi recriado no ano passado pelo Congresso Nacional, após o próprio Supremo ter julgado a tese inconstitucional.

Pela tese do marco temporal, os povos indígenas somente teriam direito à demarcação de terras que estavam ocupadas por eles na data da promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988.

Esse entendimento foi considerado inconstitucional pelo Supremo em setembro de 2023. Entretanto, em resposta, o Congresso aprovou a lei 14.701/2023, restabelecendo o marco temporal para a demarcação de terras indígenas. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a vetar o dispositivo, mas o veto acabou derrubado por parlamentares.

Em seguida à entrada em vigor da nova lei, o povo indígena Xokleng pediu a suspensão dos trechos que recriaram o marco temporal, entre outros pontos. A etnia é parte em um processo que trata da demarcação da Terra Indígena (TI) Ibirama La-Klãnõ, em Santa Catarina.

Os Xokleng argumentam que o artigo que restabeleceu o marco temporal inviabiliza, na prática, a expansão da TI, já aprovada por meio de portaria publicada pelo Ministério da Justiça. Isso porque a etnia não ocupava a área na data da promulgação da Constituição.

Gonet concordou com os argumentos. Ele afirmou que diversos dispositivos da lei são “capazes de inviabilizar o andamento das demarcações, prejudicando a eficiência e a duração razoável do processo e ofendendo os postulados da segurança jurídica e do ato jurídico perfeito”.

Revisão de terras

Pelo parecer do PGR, devem ser considerados inconstitucionais 17 artigos da nova lei, incluindo o marco temporal propriamente dito e regras que permitem, por exemplo, a volta de processos de demarcação a estágios iniciais e a revisão de terras já demarcadas.

Entre os outros dispositivos que devem ser suspensos estão aqueles que, na opinião do PGR, dificultam ou inviabilizam o trabalho dos técnicos na produção de laudos antropológicos, documento que comprova o vínculo entre determinada etnia com o território. Também devem ser suspensos dispositivos que adicionam obstáculos às demarcações, segundo o parecer.

Um desses dispositivos prevê, por exemplo, que eventuais ocupantes das áreas em processo de demarcação podem permanecer no local até o recebimento de eventuais indenizações por benfeitorias feitas “de boa-fé”. A previsão também deve ser derrubada, opinou o PGR.

“A autorização para que posseiros permaneçam nas terras reconhecidas como indígenas até a conclusão do procedimento e o efetivo pagamento das benfeitorias, sem limitação ao uso e gozo das terras, restringe o usufruto exclusivo garantido pela Constituição aos indígenas sobre as terras que tradicionalmente ocupam”, escreveu Gonet.

Ele opinou ainda pela derrubada do artigo que veda a ampliação das TI já demarcadas, bem como aquele que permite a instalação de bases, postos militares e redes de comunicação em terras indígenas, entre outros.

Parecer

Nesta sexta-feira (12), o Supremo começou a julgar se mantém uma decisão do ministro Edson Fachin, relator do processo sobre a TI birama La-Klãnõ, que suspendeu um parecer da Advocacia Geral da União (AGU) de 2017 que impunha diversas regras à demarcação das terras. O caso é julgado no plenário virtual, em sessão prevista para durar até a próxima sexta-feira (19).

O pedido do povo Xokleng pela suspensão do marco temporal deve ser analisado quando o mérito do processo for a julgamento. Em paralelo, diversos partidos também questionaram a recriação do marco temporal por meio de ações diretas de inconstitucionalidade.

Em seu parecer, a PGR opinou em relação ao mérito do marco temporal, pedindo que seja, novamente, considerado inconstitucional. Para ela, a tese viola o artigo 231 da Constituição, que confere o direito aos indígenas da posse a suas terras tradicionais.

Agência Brasil