Médico responsável pelas primeiras cirurgias robóticas na Bahia comemora resultados: ‘Um sucesso’

Médico responsável pelas primeiras cirurgias robóticas na Bahia comemora resultados: ‘Um sucesso’

 

As primeiras quatro cirurgias robóticas realizadas no Hospital Santa Izabel, em Salvador, foram consideradas um sucesso. Segundo o chefe do Departamento de Cirurgia e Coordenador do Grupo de Tumores Urológicos, o médico Eduardo Café, havia uma expectativa muito grande dentro da comunidade médica para os resultados dos procedimentos realizados entre os dias 23 e 24 de março, com o auxílio do robô Da Vinci. Na avaliação do urologista, as cirurgias correram dentro do esperado.


“O hospital se preparou muito para isso, todas as pessoas que participaram das cirurgias fizeram treinamento de capacitação, avaliações para chegar a esse momento muito bem”, revelou o urologista.

Na tarde deste sábado (30), quando realizaria mais uma cirurgia de próstata, Eduardo Café, que tirou a certificação internacional obrigatória para a cirurgia robótica em 2016, recebeu a equipe do BNews e mostrou como funciona o robô, suas particularidades e explicou o benefício da tecnologia para os médicos e os pacientes.

O robô possui quatro braços e punhos flexíveis. Um dos braços da máquina carrega a câmera e, os outros ficam livres para portar instrumentos cirúrgicos como pinças, tesouras e bisturi. A cirurgia é guiada pelas imagens da câmera introduzida no paciente e exibidas em uma cabine de controle, de onde o médico comanda todo o processo. Uma das vantagens é que não há necessidade de abrir o paciente, a incisão é feita por pequenos furos.

Ele explicou que há três anos vem fazendo a cirurgia robótica nos seus pacientes que escolhem esse tipo de procedimento em outro estado, já que a Bahia não possuía o robô. Agora, com a chegada do Da Vinci, vai ser possível ampliar o número de beneficiários dessas cirurgias, que tem grandes vantagens.

“O cirurgião opera com uma precisão de movimentos, tem um filtro de tremores, tem uma imagem ampliada mais de dez vezes, tem uma imagem em três dimensões, o que me dá uma noção de profundidade muito melhor que a que a gente tem na cirurgia laparoscópica convencional, tem pinças que permitem uma movimentação como se fosse maior que a amplitude do nosso punho. Isso tudo beneficia o paciente, que pode ter essa tecnologia com procedimento que ter menor perda sanguínea e menor tempo de hospitalização”, explicou o médico.

Além disso, o procedimento com o robô pode ser realizado em até uma hora, enquanto a laparoscopias convencionais duram entre 2 e 3 horas. O pós-operatório também é muito mais rápido, cai de três a quatro dias para apenas 24 horas.

Apesar desta tecnologia ser usada na maior parte pela Urologia, outras especialidades começaram a aproveitar o benefício da cirurgia robótica.  Segundo o doutor Café, a ginecologia, as cirurgias gerais, de obesidade, intestino grosso, cirurgia torácica, até a cardiovascular, de cabeça e pescoço já estão sendo feitas com robô.


O médico também explicou que os pacientes estão a cada dia recebendo de forma mais positiva a indicação da cirurgia robótica. Para ele, o fato de já ser usada há um tempo em outros países com resultados muito bons acaba convencendo os pacientes dos benefícios que esse tipo de procedimento traz. Apesar disso, ainda é preciso explicar para algumas pessoas que não é o robô que opera, que o médico continua sendo o responsável pela cirurgia.

“O paciente acredita que tem um robô que vai realizar a cirurgia. O robô é um auxiliar do cirurgião para executar os movimentos, para realizar o procedimento na mesma técnica que era antes, porém de uma forma menos evasiva, com mais precisão, com mais qualidade (…) A Bahia agora tem a possibilidade de disponibilizar isso para os nossos pacientes sem precisar levar para outro estado, sem ter o custo, se afastar na família, é um transtorno. Imagine, você pode fazer a cirurgia do lado de casa e 24 horas depois já ir para sua casa. Certamente é uma grande vantagem termos isso [robô Da Vinci] aqui, essa disponibilidade para a população em geral”, concluiu o urologista.

 

Fonte Bocão News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.