“O ponto de coleta para os testes rápidos deveria funcionar em regime de plantão, nos feriados e finais de semana”, sugere cidadã juazeirense

Maria Decelis Magalhães, moradora do centro de Juazeiro, entrou em contato com a redação do Preto No Branco para reclamar do serviço de testagem rápida, em Juazeiro-BA. Segundo ela, após o filho, de 19 anos, apresentar sintomas gripais, como febre alta, dor de garganta e inflamação nos gânglios, ela entrou em contato com o Call Center Convid 19 e foi orientada a ir ao posto do seu bairro para examinar o jovem e, caso necessário fazer a notificação. A mãe atendeu as orientações, o caso foi notificado e o teste rápido ficou marcado, no ponto de coleta, para o dia 26 de maio, ontem.

No horário agendado Maria Decelis levou o filho até o ponto de coleta, e deu de cara com as portas fechadas. Como foi decretado feriado estadual na segunda e na terça-feira, 25 e 25, o serviço foi suspenso.

“Como não classificar o ponto de coleta para os testes rápidos, como serviço mais que essencial, em meio ao número crescente de casos e da necessidade de realização da testagem? Erro de estratégia, uma tremenda contradição. E outra que não avisaram a quem já estava com exame marcado”, questionou Maria Decelis.

Em contato com a Secretaria Municipal de Saúde fomos informados que a Secretaria da Saúde em Juazeiro comunicou, através da imprensa,  que o ponto de coleta da COVID 19 montando na Escola Municipal Judite Leal Costa, bairro Maria Gorete só retornaria o  atendimento nesta quarta-feira (27), e que “os pacientes que já estavam agendados para segunda e terça-feira terão nova data e horários agendados”.

De fato. A informação foi divulgada no PNB e nos demais veículos de imprensa. Mas o que a mãe questiona é o fechamento do ponto de coleta que deveria funcionar, até mesmo em regime de plantão, pois a demanda é grande. Ela também afirma que não foi avisada sobre reagendamento do exame e, mesmo mantendo o filho em isolamento, teve que sair de casa na expectativa de realizar o teste.

“Arranjei um transporte e saímos do isolamento para ir fazer este teste, chega lá demos com os ‘burros n’agua”. Sequer tiveram a atenção de avisar que o ponto seria fechado. Na sexta a noite já se sabia destes feriados, tiveram o sábado e o domingo para avisar. Acredito que numa pandemia desta, deveria existir uma força tarefa, um regime de plantão para atendimento a covid 19, seja fazendo testes, seja monitorando os casos e as notificações. Todas as atenções deveriam ser voltadas para este momento de pandemia, não? questionou a mãe, mais uma vez.

Antes do fechamento desta matéria, Maria Decelis voltou a entrar em contato e nos informou que a secretaria  reagendou o teste para hoje, e mais uma vez questionou o serviço.

” O horário também é ridículo! Me informaram lá que, à tarde funciona das 14h às 16h, apenas 2h. O engraçado é que me informaram que a demanda está grande. Imagine só. Fica a minha sugestão como cidadã e também profissional de saúde que sou, intensifiquem estes testes rápidos, estendam o horário de funcionamento do ponto de coleta. Duas horas, em um turno, para testar tanta gente que procura o serviço não são suficientes. Funcionar de segunda a sexta, neste período de aumento de casos? Porque não fazer um mutirão também nos finais de semana. A situação é grave ou não é? Fica a dica!”indicou a mãe.

A Sesau nos passou outra informação sobre o horário de funcionamento. Segundo o órgão, é das 8 às 12 e das 14 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. No call center a informação é de que o ponto funciona das 8 às 11h30 e das 14 às 16h30.

A Sesau também informou que durante os feriados o Lacen, em Juazeiro, continuou realizando o exame SWUAB. Acontece que no município é feita apenas a coleta do material, mas o exame é realizado em Salvador e pode demorar até dez dias para chegar o resultado. Em muitos casos, quando o resultado chega, o paciente já se recuperou, teve os sintomas agravados ou até mesmo foi a óbito.

Como a previsão é de que se antecipe outros feriados, a sugestão da mãe, de adotar um regime de plantão no ponto de coleta, é válida e deve ser estudada pela Secretaria Municipal de Saúde.

“O ponto de coleta para os testes rápidos deveria ser um serviço mais que essencial e funcionar em regime de plantão, estender o horário de funcionamento, funcionar nos finais de semana e feriados”, concluiu a leitora.

Testes rápidos em Petrolina

Solicitamos a Secretaria de Saúde de Petrolina um esclarecimento de como vem funcionado o serviço de testagem rápida no município. Segundo nos informaram “Estão sendo testadas todas as pessoas com sintomas gripais a partir do 10º dia de sintomas e que estejam notificadas pela Secretaria de Saúde, seja por meio do posto de saúde, do (87) 98841-0800 ou petrolina.tisaude.com.

Testes rápidos só podem ser realizados após o décimo dia de sintomas gripais, conforme recomendação do Ministério da Saúde, para evitar falsos resultados negativos. Os agendamentos são feitos pela Secretaria de Saúde e os testes realizados em domicílio. Não temos ponto fixo de testagem, mas realizamos mutirões, conforme a demanda de pacientes suspeitos, geralmente em quatro unidades de saúde distintas, respeitando todos os critérios do Ministério da Saúde. Os mutirões acontecem o dia inteiro, das 8 às 17h, de segunda a sexta-feira, nos feriados e também nos finais de semana”, afirmou o órgão.

 

 

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.