Pandemia prejudicou renda de 64% dos baianos; maioria não deixou de pagar contas

(foto: arquivo)

A crise causada pelo novo coronavírus tem impactado diversos setores da sociedade e a vida de pessoas em todo o mundo. Na Bahia, uma média de seis em cada 10 pessoas afirmam que tiveram emprego ou fonte renda prejudicadas por causa da pandemia. O dado foi revelado por um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas em parceria com o Bahia Notícias.

O índice daqueles que afirmam que a renda foi afetada de forma negativa pela crise foi de 64%, enquanto os que declararam que a crise não os prejudicou financeiramente foi de 33,9%. Não souberam responder o questionamento 2,1% das pessoas entrevistadas.

Os homens tiveram os empregos e fontes de renda mais afetados pela pandemia na Bahia, de acordo com os dados do levantamento. Entre eles, 66,7% reconheceram que foram prejudicados. Entre as mulheres o índice das que responderam que foram afetadas foi de 61,6%.

Em relação a idade, o índice dos que tiveram o emprego ou a fonte de renda prejudicada por causa do coronavírus foi maior entre as pessoas com idade de 35 a 45 anos e menor entre os idosos com 60 anos ou mais.

BAIANOS NÃO DEIXARAM DE PAGAR CONTAS

Apesar da maioria das pessoas pesquisadas ter afirmado que teve o emprego ou fonte de renda prejudicada pela pandemia do coronavírus na Bahia, a maior parte dos baianos têm conseguido manter em dia o pagamento das contas. Os resultados da pesquisa indicam que 58,2% não deixaram de pagar alguma conta por causa da crise do coronavírus nos últimos dias.

Entre os que deixaram de pagar alguma conta por causa da crise o índice foi de 39,2%. O equivalente a 2,5% não soube responder.

Ao observar o gênero, os dados da pesquisa mostram que as mulheres foram as que menos deixaram de pagar contas, 59,8% responderam “não” ao questionamento, enquanto entre os homens o número foi de 56,4%.

Para a realização desta pesquisa foi utilizada uma amostra de 2.016 habitantes, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e nível econômico. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos ou mais em 184 municípios entre os dias 25 e 28 de maio de 2020. O nível de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2% para os resultados gerais.

Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.