Prefeitura de Sobradinho impõe condicionantes e flexibiliza horário do comércio a partir de amanhã (3)

 

Na tarde de ontem (1), o Prefeito Luiz Vicente Berti se reuniu com a CDL, Câmara de Dirigente Lojistas, de Sobradinho, e outros segmentos sociais, para discutir a flexibilização do horário de funcionamento do comércio, uma reivindicação da classe, que estava com as atividades suspensas, como medida de enfrentamento ao novo coronavírus.

Os lojistas argumentaram que o comércio de Sobradinho não gera um grande fluxo de pessoas nas ruas, e que os estabelecimentos estavam dispostos a se estruturarem para abrir as portas de maneira responsável e com segurança para os clientes. Eles apresentaram os prejuízos que poderiam acumular e demonstraram preocupação com a economia do município.

Em atendimento a reivindicação, o Prefeito Luiz Vicente Berti alterou o Decreto Municipal e resolveu flexibilizar o horário de funcionamento do comércio, que atua em serviços não essenciais. As lojas poderão abrir, a partir desta quarta- feira (3), das 8 às 14 horas.

” Poder trabalhar, mesmo com o horário reduzido, já uma grande conquista. Em nome da CDL, agradeço a pessoa do Prefeito Luiz Vicente pela sensibilidade e flexibilização, pela parceria de nos atender. Acredito que nesse início de mês será muito bom para nosso comércio, pois temos compromissos a honrar. A CDL levou essa proposta de reabrir o comércio ao prefeito e o nosso argumento foi que a maioria das lojas que estavam fechadas, não possui capital de giro, e se as mesmas não fossem reabertas, infelizmente muitas delas não abririam mais, porque com os débitos acumulados, não tinham condições de arcar com a folha de pagamento e fornecedores. Quanto mais tempo a loja permanecia fechada, mais as dívidas cresceriam. Além disso, como o comércio de Juazeiro e Petrolina reabriu, as pessoas de Sobradinho iriam se deslocar para estas cidades, já que as nossas lojas estavam fechadas. A queda econômica seria muito grande, talvez não saberíamos se nos recuperaríamos”, esclareceu Socorro Oliveira, presidente da CDL local.
Os lojistas se comprometeram em seguir todas as orientações de distanciando entre as pessoas, instalar uma pia na área externa de seus estabelecimentos,  e disponibilizar álcool gel para os clientes.
“O prefeito solicitou e iremos instalar uma pia externa em todos os comércios para os clientes higienizarem as mãos. Sabemos da nossa responsabilidade de contribuir no combate ao alastramento do vírus. Vamos trabalhar com muita cautela e cuidado, obedecendo as determinações da Secretaria de Saúde do nosso município”,  concluiu Socorro.
Caso haja descumprimento de qualquer uma das medidas, os comércios serão fechados pela vigilância. O uso de máscara é obrigatório para clientes e funcionários.
O Prefeito Luiz Vicente Berti esclareceu que continuam suspensos os serviços de bares, restaurantes e casas de eventos, locais que naturalmente aglomeram pessoas, e também estão válidas as demais medidas restritivas, como a da proibição de realizar eventos de qualquer natureza, e o Toque de Recolher, agora pelo período das 20 às 05 horas.

“Flexibilizamos este ponto do decreto, após uma discussão ampla e muito produtiva, ponderamos junto com os lojistas e representantes de alguns segmentos sociais, a necessidade de reabrir o comércio em horário reduzido e atendendo as recomendações. Com a reabertura do comércio nas cidades vizinhas, inclusive as que têm casos confirmados da infecção, os moradores de Sobradinho acabariam se deslocando, mesmo com o transporte coletivo suspenso no município. Utilizariam até mesmo o transporte clandestino e isso faria com que o vírus até circulasse mais facilmente em nossa cidade. Confiamos que os lojistas irão seguir todas as orientações que condicionaram a reabertura, e vamos monitorando a situação para aplicar as medidas necessárias, seja de flexibilizar os serviços ou voltar a suspendê-los. Tudo vai depender dos dados e da evolução dos casos no nosso município”, disse o Prefeito Luiz Vicente.

O gestor municipal pediu o apoio da população para o enfrentamento a pandemia.

“Não está sendo fácil para nenhum gestor tomar decisões neste período tão crítico e de incertezas. Somos guiados pelos números de casos, pela evolução da pandemia, pela realidade do sistema de saúde e pelo dever de preservar vidas. Mas precisamos também enxergar as dificuldades dos comerciantes, autônomos e demais profissionais de outros serviços, que estão sem poder exercer suas atividades e já amargam prejuízos. Precisamos também pensar em formas de minimizar estes prejuízos, e foi o que fizemos com a alteração da medida. Pedimos a compreensão da população. Continuaremos sendo transparentes e informando a população sobre nossa situação epidemiológica, e sobre a tomada de decisões, para que juntos consigamos superar essa crise”, finalizou o prefeito.

A Prefeitura orienta que os moradores permaneçam em casa, e, caso seja necessário realizar alguma compra e ir as ruas, que utilizem máscaras.

Ascom PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.