Sr. do Bonfim: após governador manifestar preocupação com casos de covid-19, secretário de Saúde fala sobre testes rápidos e taxa de ocupação na cidade

(foto: arquivo)

Em recente declaração nas redes sociais, o governador Rui Costa (PT) destacou que o município de Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, entrou no rol de cidades que vão receber maior atenção pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), em virtude da alta taxa de contaminação da covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus. Fora do extremo sul, Senhor do Bonfim é a cidade que mais chama atenção em virtude da curva crescente de casos, segundo o governador.

O primeiro caso da covid-19 no município foi confirmado no dia 11 de maio. Nesse período, a cidade só realizava a coleta de Nasorofaringe (SWAB) para a detecção do vírus. O exame era realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) e encaminhado para a sede, em Salvador, para averiguação do resultado.

Os primeiros testes rápidos só começaram a ser aplicados, após o surgimento do primeiro caso, em profissionais de saúde e outros profissionais diretamente envolvidos no enfrentamento a pandemia, além de pacientes em monitoramento, seus contatos e os idosos sintomáticos. Com a realização dos testes, no dia 15 de maio, 5 novos casos foram confirmados pela Secretaria de Saúde.

Posteriormente, os números começaram a evoluir. No dia 20 de maio, já eram 8 casos confirmados; no dia 21, o número subiu para 17 casos. Nessa mesma data a prefeitura confirmou o 1º óbito por covid-19 no município. Nos últimos dez dias, o salto foi ainda maior. A cidade passou de 23 casos, no dia 24 de maio, para 51, conforme o último boletim divulgado nesta terça-feira (2).

Na segunda-feira (1º), quando deu a declaração, Rui Costa ressaltou que a Bahia estava conseguindo diminuir a taxa de crescimento de 5 para 4,6%. Entretanto avaliou que estava preocupado com a situação de algumas cidades, a exemplo de Senhor do Bonfim.

“Fora do extremo sul, a cidade que mais chama atenção é Senhor do Bonfim. O total de casos ainda é baixo, 31. Mas a média diária de crescimento chega a 82%. Não sei o que está acontecendo”, disse o governador.

Entretanto, em conversa com o PNB, Neto Guimarães, secretário de Saúde do município, disse que preocupação foi motivada em virtude de um atraso no repasse das informações municipais ao estado, e que não há motivação para preocupação, tendo em vista que a situação na cidade está controlada.

“Ficou faltando a Dires (Diretoria Regional de Saúde) dá um comando ao sistema, que é por onde a SESAB se informa. Esse comando só foi dado essa semana. Então o estado só teve acesso a esse aumento de casos nessa semana, por isso causou essa preocupação no governador, que já ficou sabendo a razão do aumento dos números. A situação não é tão confortável, mas de uma certa forma estamos tendo um controle desses casos”, acrescentou.

Testes rápidos

Segundo o secretário, a curva crescente do número de casos positivos na cidade se dá pela realização em massa dos testes rápidos.

“A ampliação dos testes rápidos nos deu o panorama epidemiológico da cidade porque a sede foi testada, assim como os distritos. E isso gerou uma alta nos números, porque acabamos descobrindo muitos pacientes assintomáticos positivos. O Ministério da Saúde e a SESAB passaram a considerar o teste rápido, que até então era um auxílio diagnóstico, como confirmatório para a covid. A gente conseguiu isolar esses pacientes, muitos desses casos são oriundos de um mesmo contato, inclusive”, ressaltou Neto Guimarães.

A cidade estava realizando, em média, 250 testes rápidos diariamente. Entretanto, de acordo com o secretário, o estoque de testes está zerado, e o município aguarda a chegada de novos equipamentos. “Fizemos uma compra e estamos aguardando o estado e o Ministério da Saúde [fazer o envio de novos]”, reforçou. Não há previsão de quando a nova remessa deve chegar.

De acordo com o secretário, quando os novos testes chegarem, a cidade iniciará a segunda etapa de testagem, realizado visitas em bairros, começando pelos que têm os maiores números de notificações. Os testes serão aplicados em pacientes com sintomas gripais.

(foto: divulgação/PMSB)

Taxa de ocupação

De acordo com o secretário, a taxa de ocupação no município é de 0%. A prefeitura instalou um Centro Municipal de Referência ao Coronavírus, unidade especial de saúde que está montada no prédio do 2º Centro de Saúde, localizado no bairro Novo Horizonte, nas Casas Populares, que dispõe de 32 leitos, sendo 6 leitos de observação, 20 leitos para internamento (sendo seis com respiradores) e uma sala vermelha para os casos graves contendo 6 leitos com respiradores e monitores.

A unidade não terá atendimento porta aberta e foi criada para receber somente pacientes regulados da atenção básica, SAMU, UPA e do hospital municipal, que deve ter a reforma concluída até o final do mês. 20 leitos de unidade de tratamento intensivo (UTI) deverão ser entregues.

Comércio

Entre março e abril, a prefeitura chegou a fechar o comércio da cidade por cerca de 4 semanas. No dia 14 de abril, entretanto, o funcionamento de estabelecimentos comerciais foi autorizado, porém, em horário reduzido e com restrições e regras. No dia  de 4 maio, a prefeitura ampliou o horário de funcionamento e liberou a realização de cultos, missas e atividades de outras denominações religiosas, porém, com medidas de precaução, como o uso de máscaras e de álcool em gel, e distanciamento entre as pessoas.

No dia 18, após os primeiros casos, o comércio voltou a ser fechado após um decreto que estabelecia o prazo de 14 dias. Entretanto, apesar da curva crescente, o prefeito Carlos Brasileiro (PT) autorizou a reabertura do comércio desde a última segunda-feia (1º), das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira. A feira livre também retornará no próximo sábado (6).

“A gente tem tomado decisões baseados nos dados. Tomamos essa decisão de flexibilizar pois entendamos a importância econômica. Também avaliamos que, mesmo com o comércio fechado, a rua tinha um comportamento de pessoas como se tivesse funcionando normalmente. Isso foi um fato que chamou atenção. Percebemos que o fato de o comércio está aberto ou fechado não influenciou, em absoluto, a presença de pessoas na rua. O fluxo foi intenso na semana passada [quando estava fechado] como também nessa semana”, reiterou.

O prefeito manteve o fechamento de lanchonetes, restaurantes e academias, e informou que deverá se reunir com representantes das academias, igrejas, centros espíritas e terreiros de candomblé, para encontrarem uma forma das entidades voltarem a funcionar de forma gradativa.

Isolamento social

O secretário de Saúde reitera que o isolamento social continua sendo o melhor remédio para conter a disseminação do vírus. A medida é recomendada por órgãos como o Organização Mundial de Saúde (OMS) e especialistas da área de saúde.

“O vírus tem um comportamento assintomático grande, e esses pacientes nos preocupam. As pessoas negligenciam o fato de não haver sintomatologia e não tomam os devidos cuidados de higiene, provocando aglomerações com festinhas e reuniões em casa. O isolamento precisa ser feito para que possamos passar por essa fase de uma maneira mais branda”, conclui Neto Guimarães.

Outras ações

– O prefeito informou novas barreiras sanitárias serão instaladas na cidade e ressaltou que, por enquanto, a possibilidade de lockdown (bloqueio total) está descartada, mas adiantou que a medida pode ser adotada, caso seja necessário

– O uso de máscara passou a ser obrigatório, inclusive por motoristas, que são obrigados a utilizar a máscaras quando estiverem com passageiros; passageiros do transporte público (quem for pego sem máscaras será retirado do veículo); e proprietários de estabelecimentos que tiveram as atividades mantidas são obrigados a fornecer máscaras para os colaboradores (caso não o faça, o estabelecimento pode ter o alvará de funcionamento cassado).

– Conhecida por realizar um dos festejos juninos mais tradicionais da Bahia, a cidade de Senhor do Bonfim decidiu cancelar o São João 2020.

– A cidade está com o transporte suspenso desde o dia 14 de maio.

Casos em Senhor do Bonfim

No boletim desta terça-feira (2), a cidade anunciou 51 casos confirmados, sendo 7 diagnosticados pelo exame de laboratório e 44 pelos testes. Ainda segundo esse último boletim, a cidade possui 1.521 notificações. São 1.467 casos suspeitos descartados (49 via Lacen e 1.418 via testes rápidos) e 21 pacientes já recuperados. Outros 70 pacientes com sintomas gripais ou assintomáticos, com vínculo epidemiológico, estão sendo monitorados.

Da Redação por Thiago Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.