Por causa da pandemia: tradicional missa e alvorada da Festa dos Vaqueiros de Curaçá serão transmitidas pelas redes sociais neste final de semana

(foto: divulgação)

Cancelada em virtude da pandemia da covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, a Festa dos Vaqueiros de Curaçá, no Norte da Bahia, vai acontecer de uma forma diferente este ano. A tradicional Missa dos Vaqueiros e a Alvorada Festiva serão transmitidas pelas redes sociais, pela primeira vez desde a sua realização, neste final de semana.

A Festa dos Vaqueiros de Curaçá acontece há 67 anos, e, de acordo com a gestão municipal, a programação, prevista para acontecer neste final de semana, precisou ser suspensa em virtude da pandemia. “Ficamos muito tristes porque sabemos o quanto a população de Curaçá se identifica com essa festa, que completa 67 anos. Já estávamos com tudo planejado, mas foi necessário suspender, não existe outra alternativa, ficamos tristes porque somos apaixonados por essa festa, desde criança via meu pai encourado nos levando para celebrar esse encontro, mas foi necessário tomar essa decisão”, disse o prefeito de Curaçá, Pedro Oliveira.

O prefeito anunciou que o evento não deixará de ser registrado e alguns momentos importantes, como a Missa dos Vaqueiros, no domingo (5), às 9h, será transmitida pelas redes sociais para que as pessoas possam assistir direto das suas casas. Na programação consta também a tradicional alvorada pelas ruas da cidade, que também será transmitida pelas redes sociais, com carro de som, número reduzido de vaqueiros, bandeiras, homenagens e aboios, no sábado (4) às 6h.

As transmissões serão realizadas pelas redes sociais da prefeitura.

A atual gestão em Curaçá, de acordo com o prefeito, fez um resgate histórico da festa, que faz parte do Patrimônio Imaterial da Bahia. “Resgatamos essa festa, era uma festa para ganhar dinheiro, com ingressos caríssimos, boa parte da população era excluída dos grandes shows e nós assumimos esse compromisso e resgatamos a participação popular. Havia uma disputa política em torno da festa e logo que entramos, em 2017, unificamos com a Sociedade dos Vaqueiros (AVAPEC), com outros atores, esquecemos as questões partidárias e fizemos a maior festa que Curaçá já realizou, devolvendo a Festa dos Vaqueiros para a população e os vaqueiros”, reforçou.

Relembre a reportagem do PNB na Festa dos Vaqueiros de Curaçá

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.