“Não vim falar só por mim”: vítima de racismo, Gérson do Flamengo faz representação contra jogador da Bahia

O jogador rubro-negro Gérson não deixou barato e entrou com uma representação contra Índio Ramírez, do Bahia, por manifestação racista do colombiano na partida disputada entre as duas equipes no último domingo (20).

O meia do Flamengo, ao lado do vice-presidente do clube, Rodrigo Dunshee, gravou um vídeo onde declara que não foi à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância somente por si, mas também por sua filha, pais, amigos e “todos os negros que têm no mundo”.

Reconhecendo o poder da sua “voz” na luta contra o racismo, por ser um jogador conhecido nacionalmente, ele disse que espera que a sua ação encoraje outras pessoas vítimas de racismo ou “outros tipos de preconceito”.

O presidente Rodrigo Dunshee também se manifestou e disse que a representação foi feita e agora aguarda que a Justiça “seja feita”.

Com a representação oficializada, a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar a acusação.

O atacante Índio Ramirez foi  afastado temporariamente pelo Bahia e o presidente do clube, Guilherme Bellintani, prestou solidariedade ao jogador negro.

Confira vídeo: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.