“Brutal e covarde”: mãe e irmã de Elton Campelo se manifestam sobre assassinato do empresário; Michelle Bolsonaro se solidariza com a família

 

 

Nesta quarta-feira (13), a mãe e a irmã do jovem do jovem empresário juazeirense Elton Gonçalves Campelo, de 35 anos, assassinado no apartamento dos pais, em Salvador, no último domingo (10), se manifestaram através das redes sociais sobre a tragédia que se abateu sobre a família.

A decoradora Elza Campelo, mãe de Elton, desabafou sobre a forma “brutal e covarde” com que o filho foi morto enquanto dormia “por uma pessoa que acolhemos como se da família fosse”.

“Vai fazer muita falta meu filho amado, meu amigo e companheiro. Um menino alegre, de bem com a vida, amante da natureza. Amigos dos amigos. Amava e era amado por todos. Foi arrancado de nós brutal e covardemente por uma pessoa que acolhemos como se da família fosse, pelas costas, enquanto dormia. Sem chance de se defender. Estamos dilacerados, destroçados. Uma dor que nunca imaginei sentir. Rogo a Deus e a virgem mãe santíssima que te acolha em seus braços e que ela dê o colo que não posso te dar. Te amo, meu filho. Te amo infinito. Sempre sua Dona Elza”, desabafou a mãe.

A irmã do empresário, a médica dermatologista Priscilla Campelo também fez uma homenagem ao irmão, descrevendo-o como uma pessoa de sorriso largo e contagiante, forte, corajoso, apaixonado pela vida e pela família, agregador e cheio de projetos em andamento. A médica também desabafou sobre a maneira “cruel e covarde” com que o jovem perdeu a vida.

“Meu coração está despedaçado! De maneira cruel, covarde, egoísta, dormindo e sem chance de se defender, te tiraram de nós”, afirmou Priscilla. “Me perdoa por não ter conseguido perceber algum sinal do que estava por vir. Mas acredito na justiça divina”, acrescentou.

Declarando amizade com Priscilla Campelo, a primeira-dama Michele Bolsonaro, respondeu ao depoimento da irmã do empresário.

“Pri, só Deus para dar consolo. Estamos em oração por você e sua família. A sua dor é a nossa dor. Amo você amiga”, escreveu Michelle Bolsonaro.

De acordo com a Polícia Civil, Elton foi assassinado pela companheira, Isabela Valença, de 33 anos, que morava em Petrolina (PE), e cometeu suicídio em seguida.

O casal estava hospedado no apartamento dos pais de Elton, o empresário Gledston Campelo e a decoradora Elza Campelo. Conforme informações registradas pela polícia, Elton Campelo foi atingido com um tiro na cabeça. A arma do crime era de propriedade da vítima, que tinha documento de posse.

Da Redação 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.