Após denúncias de usuários, prefeitura de Juazeiro autua empresa Joafra por irregularidades durante pandemia

0

 

 

(foto arquivo)

Mesmo com o avanço da pandemia do novo coronavirus, das altas taxas de ocupação de leitos e da adoção de medidas restritivas, cenas de aglomerações nos transportes coletivos do município de Juazeiro, no Norte da Bahia, continuam comuns.

Ao PNB, usuários do serviço reclamaram da situação e cobraram fiscalização do poder público. Na última sexta-feira (12), Diego Neves, por exemplo, reclamou que a frota de ônibus foi reduzida.

“Do que adianta adotar medidas restritivas para conter a contaminação do Covid, se os ônibus ficam superlotados? A linha João Paulo II, via Brisa da Serra passa por 7 bairros da cidade pegando passageiros e gera todos os dias aglomerações. Reduziram os ônibus que passam às 7h10 da manhã”, relatou.

Outro usuário da linha João Paulo II, Felipe Moura, também denunciou a situação.

“Mesmo com o ônibus lotado, o motorista ainda para nos pontos para botar mais passageiros. Isso é falta de profissionalismo, porque sabendo da pandemia que estamos passando nesse ano, eles não têm consciência do que estão fazendo. Eu pego ônibus todos os dias nesse horário para ir trabalhar e quando volto pra casa é do mesmo jeito”, acrescentou.

(foto divulgação)

Após as denúncias, a Prefeitura de Juazeiro, através da Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT), informou que tem intensificado as fiscalizações ao transporte coletivo de passageiros do município, atenta às reclamações da população que utiliza diariamente o serviço.

“Com isso, a CSTT aplicou até o momento, 13 autos de infração contra a empresa Joafra – responsável pela frota do município, por descumprimento das determinações do Decreto Municipal, que regulamenta os Transportes Coletivos, além do Decreto Estadual que estabelece medidas restritivas em combate à Covid-19. Entre as infrações, foram identificadas a superlotação dos ônibus, falta de álcool em gel à disposição da população e elevadores danificados.”, afirmou.

A gestão municipal reforçou que está empenhada em garantir que o serviço seja oferecido da melhor maneira possível e respeitando os usuários que precisam utilizá-lo. “Para mais informações, a população pode entrar em contato com a CSTT, através do número (74) 3611-8836”, finalizou.

 

 

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome