“Isso não é caso de polícia?”: responsável por provocar incêndio na rua do Paraíso some e deixa um rastro de prejuízos e transtornos para moradores e empresas

0

 

Os moradores da Rua do Paraíso continuam amargando transtornos e prejuízos, após incêndio provocado por um homem de prenome Edmilson, ocorrido na tarde do último sábado (13).

Segundo vizinhos, a mando de Edmilson, que se diz proprietário de um terreno situado na rua, galhos e árvores foram arrastados para a calçada e incendiados.

O fogo se espalhou rapidamente, e as chamas atingiram os fios de telefonia e operadoras de internet, danificando toda a rede. Grande parte dos moradores da rua, ficou sem os serviços por quase 24 horas.

Ainda nesta terça-feira (16), o serviço não foi totalmente restabelecido para alguns usuários, principalmente para empresas e clínicas médicas situadas no local.

Neste momento, a equipe da empresa Oi está no local trocando a fiação da rede.

“Este incêndio foi criminoso. Deu prejuízos aos moradores, as empresas de telefonia, internet. Algumas estão sem o serviço de telefone fixo e internet desde sábado e o responsável por provocar o incêndio sumiu. O correto era ele ser responsabilizado pelos transtornos e prejuízos que causou com tamanha irresponsabilidade. Isso não é caso de polícia?” questionou um morador revoltado.

No sábado, o Corpo de Bombeiros foi acionado para debelar um fogo. Ao PNB o 9 GBM enviou a ocorrência registrada.

007- Registro de Ocorrência – 13-03-2021 – Incêndio terreno baldio – Sto Antonio

 

Os moradores deste trecho da Rua do Paraíso pedem a Prefeitura de Juazeiro que realize a retirada do material incinerado para evitar risco de novo incêndio.

“Sabemos que a obrigação não é da prefeitura, mas de quem tocou fogo. Mas tememos que alguém, por acidente, jogue uma ponta de cigarro, e provoque outro incêndio”, pediram.

Estamos encaminhando a solicitação para a Semaurb que poderá localizar o responsável pela queimada criminosa.

Além dos prejuízos causados às empresas e aos usuários, moradores das casas próximas ao terreno passaram mal com a fumaça proveniente do incêndio.

“Além do susto, tivemos que retirar minha mãe, idosa, rapidamente de casa, pois a fumaça invadiu tudo e ela com problemas respiratórios começou a passar mal”, disse a filha da idosa.

Outra vizinha do terreno, que também sofre de problemas respiratórios, chegou a ir para o hospital tomar nebulização.

“De repente a fumaça entrou aqui em casa. Foi um horror. Tenho asma e entrei em crise”, contou uma vizinha.

A Polícia Militar também esteve no local, mas o responsável pela queimada não apareceu.

Ainda segundo os vizinhos, Edmilson, mesmo sem apresentar documentação, se diz dono do terreno, e volta e meia aparece no local afirmando que ali irá construir “um prédio de 20 andares”.

Segundo informações obtidas pelo PNB, há mais de 45 anos uma vizinha é responsável pela limpeza e manutenção do terreno, que é murado, e tem uma ligação com sua casa.

De acordo com familiares da idosa de 86 anos, Edmilson, antes de ordenar a queimada, esteve na casa da senhora avisando que iria limpar a área para guardar material de construção. Ainda segundo os familiares da idosa, que reivindica a propriedade do terreno na Justiça, Edmilson costuma ameaçá-la, inclusive já tendo afirmado que “iria jogar uma bomba no terreno”.

Até o momento, nossa reportagem não conseguiu localizar Edmilson. Estamos encaminhando o caso para a Polícia Civil de Juazeiro.

 

Da Redação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome