Quem é o funcionário da Prefeitura de Petrolina, acusado de participar do maior esquema de vazamento de dados do Brasil?

2

 

 

Neste sábado (20), foi revelada pela coluna Painel, da Folha de São Paulo, a identidade dos acusados de participarem do maior esquema de vazamento de dados do Brasil. De acordo com as investigações da Polícia Federal, dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas foram disponibilizados em um fórum na internet, entre CPF e CNPJ, nome completo e endereço de pessoas físicas e jurídicas.

Na manhã dessa sexta-feira (19), durante a operação  “Deepwater”, foi preso em Uberlândia (MG), Marcos Roberto Correia da Silva, de 24 anos.

Em Petrolina (PE), a PF prendeu o contratado da prefeitura, Yuri Batista Novaes Goiana Ferraz

Quem é Yuri Ferraz?

Casado com uma empresária do ramo de alimentação, Yuri Batista atualmente exercia a função de gestor de Modernização Administrativa da gestão de Miguel Coelho. Em 2017, já na gestão municipal, ele assumiu o cargo de diretor-presidente da Vale Digital, empresa pública da área de Tecnologia da Informação da prefeitura.

O PNB fez uma busca nas redes sociais do acusado de reunir e vender os dados vazados.

No Facebook de Yuri Ferraz consta que ele é “sócio na empresa Panfleto Virtual e estudou Direito na instituição de ensino Facape”.

A última publicação dele foi de novembro de 2020. Antes disso era um internauta atuante, com diversas postagens de apologia à ditadura militar, apoio ao governo Bolsonaro e a Miguel Coelho, além de ataques à esquerda do Brasil.

Em uma das postagens o acusado pela PF escreve “A Petezada toda semana inventa uma”, ironizando o episódio das conversas entre o ex-juiz Sério Moro e Deltan Dallagnol, ambos ganharam notoriedade por integrar e coordenar a Operação Lava Jato, vazadas por hackeres.

Bolsonarista fanático, Yuri Ferraz, teve a prisão preventiva decretada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, a pedido dos investigadores da Polícia Federal.

Procurada pelo PNB, a gestão municipal, em Petrolina, afirma que não tem relação com os crimes em apuração. Por meio de nota, o município afirmou que Yuri Ferraz será exonerado.

 

 

Operação “Deepwater”

De acordo com a investigação, Marcos Roberto Correia da Silva, de 24 anos, conhecido como “Vandathegod”, é responsável pela divulgação de informações de 223 milhões de brasileiros, entre eles pessoas já falecidas. Ele foi preso ontem (19) em Uberlândia (MG) e está sendo ouvido pela PF.

A polícia também apreendeu equipamentos eletrônicos, como dispositivos de armazenamento e um computador.

Ainda de acordo com as investigações, dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas foram disponibilizados em um fórum na internet, entre CPF e CNPJ, nome completo e endereço de pessoas físicas e jurídicas.

A PF informou ainda que a divulgação de parte dos dados sigilosos foi feita gratuitamente por um usuário do fórum que, ao mesmo tempo, expôs a venda o restante das informações sigilosas, que poderiam ser adquiridas com criptomoedas.

Da Redação

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse seboso ganhava para defender a gestão de Miguel e combater os opositores do grupo Fernando, tem até filmagem dele em réveillon dos amigos do Prefeito Miguel Coelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome