“Já estamos no final de abril e nada de aulas”: preocupados com o atraso do ano letivo, em Juazeiro, pais cobram agilidade da Secretaria de Educação

1

 

 

O ano letivo na rede municipal de Juazeiro, no Norte da Bahia, iniciou no último dia 13, com aulas síncronas (aquelas em que o professor fica no mesmo ambiente virtual dos alunos) e assíncronas (nas quais o professor, por exemplo, grava aulas e acompanha as tarefas propostas para as turmas por meio de ferramentas como grupos de WhatsApp).

Porém, de acordo com alguns pais e responsáveis de alunos, até o momento, as crianças seguem sem aulas. De acordo com a mãe de uma aluna da Escola Luís Cursino da Franca Cardoso, a turma da criança ainda está sem professora.

“Semana passada fomos informados que inicialmente iríamos apenas tirar dúvidas sobre a nova plataforma de ensino e que as aulas começariam nesta segunda (19), o que ainda não aconteceu. Minha filha está no 4° ano e ontem a diretora disse que a turma dela ainda está sem professora, e que a escola está aguardando a contratação dos profissionais aprovados no concurso”, relatou.

Outra mãe teme que os filhos tenham prejuízos no aprendizado por conta da demora de iniciar as aulas.

“As aulas na rede municipal de Petrolina, por exemplo, tiveram início em fevereiro. Já estamos em abril e nada dos nossos filhos terem aulas. Tenho uma criança que está em processo de alfabetização e temo que por conta desse atraso nas aulas, ela acabe sendo prejudicada. Como se não bastasse a pandemia que está impedindo as aulas presenciais, agora toda esta demora para começar as aulas virtuais. Muito tempo perdido”, relatou.

Ela questionou ainda quando as aulas serão iniciadas, de fato, e cobrou providências da gestão municipal.

“Precisamos saber quando realmente a situação será normalizada. Quando esses professores serão contratados? Quero solicitar que a Secretaria de Educação agilize esse processo. Já estamos finalizando o mês de abril, e nada de aulas propriamente dadas. Nossas crianças precisam estudar”, finalizou.

O PNB encaminhou as reclamações para a Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) de Juazeiro. Em nota, o órgão informou apenas que enquanto os trâmites do processo seletivo não finalizam, “a comunidade escolar está sendo atendida por equipes da Seduc, para auxiliar no ensino remoto”.

Nota

A Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) está em processo de convocação de mais de 500 profissionais da educação aprovados no Processo Seletivo Simplificado para Professor e Agente de Portaria, para atuarem no ano letivo 2021. O calendário escolar iniciou no último dia 13, após a programação da Jornada Pedagógica, que encerrou no dia 12 e contou com a participação de palestrantes renomados. Enquanto os trâmites não finalizam, a comunidade escolar está sendo atendida por equipes da Seduc, para auxiliar no ensino remoto.

É importante ressaltar que, após a Jornada Pedagógica, ainda foi realizada uma semana de ambientação com o uso da plataforma Escola Presente, que está funcionando normalmente.

 

Da Redação/ Foto ilustrativa

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente nada de aulas tive na escola hoje não tive resposta de aula já estamos em abril e nada essa gestão está falha com a educação não se sabe pq tanta demora minhas filhas estudam no Pedro Raimundo Rodrigues Rego na piranga .

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome