“Chega de tanta invisibilidade”: agente de saúde reivindica vacinação da segunda dose contra a covid 19 nas UBSs dos bairros periféricos

"Chega de tanta invisibilidade": agente de saúde reivindica vacinação da segunda dose contra a covid 19 nas UBSs dos bairros periféricos
(foto arquivo)

 

 

No último sábado (24), a moradora do bairro Malhada da Areia, em Juazeiro, no Norte da Bahia, Josélia Miranda, morreu vítima de atropelamento, quando por volta das 05 horas da manhã, se dirigia ao Juá Garden Shopping, em busca da segunda dose da vacina contra a covid 19.

Josélia e o marido, que também foi atingido pelo veículo, estavam indo ao ponto de vacinação de bicicleta, quando foram atropelados por um carro conduzido por um homem alcoolizado, segundo informações de testemunhas que estavam próximo ao shopping da cidade.

A tragédia chama atenção para a falta de oferta da segunda dose da vacina, nas unidades do bairro.

Consternada com a situação e preocupada com outros moradores do bairro, a Agente Comunitária de Saúde, Vânia Benevides, entrou em contato com o Portal Preto no Branco para reivindicar a ampliação dos pontos de vacinação para a segunda dose das vacinas contra a Covid-19, em Juazeiro. Atualmente, a gestão disponibiliza quatro locais para que a população complete o esquema vacinal.

De acordo com a profissional, os moradores do bairro Malhada da Areia e bairros vizinhos estão se arriscando para  se deslocarem até o Juá Garden Shopping para receber a segunda dose.

“O Bairro Malhada da Areia está consternado com a perda da senhora Josélia Miranda. Sou Agente de Saúde, atuo na comunidade referenciada pelo CAIC. Nossa comunidade é muito carente e as pessoas não têm como se deslocar para bairros mais distantes para tomar essa vacina. Com muita luta conseguimos que a primeira dose fosse aplicada nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros. Agora, exigimos que a Secretaria de Saúde de Juazeiro, olhe mais para os bairros periféricos e coloque também a vacinação da segunda dose nas comunidades. Temos idosos que ainda não tomaram a segunda dose, por não terem como ir até um dos quatro pontos de vacinação”, relatou Vânia Benevides.

Ainda de acordo com ela, além de haver espaço físico para funcionar como ponto de vacinação, os profissionais que atuam nas UBS da Malhada da Areia e bairros vizinhos também estão habilitados para realizarem a imunização dos moradores.

“No último dia 17/07/2021 aplicamos 120 doses de vacinas contra a Covid-19 na unidade de saúde do CAIC. Isso significa que, se a comunidade tiver a oportunidade, a imunização vai acontecer de forma mais rápida. O interesse em se vacinar existe por parte dos moradores, mas precisa existir também a disponibilidade do serviço para os menos favorecidos. Chega de tanta invisibilidade. Queremos vacina para todas e todos”, finalizou.

O PNB já encaminhou as reinvindicações para a Secretaria de Saúde de Juazeiro.

 

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.