Mais uma mãe reclama de descumprimento de ordem judicial pela Prefeitura de Juazeiro na oferta de medicamentos e insumos; Sesau diz que fará licitação para compra

Mais uma mãe reclama de descumprimento de ordem judicial pela Prefeitura de Juazeiro na oferta de medicamentos e insumos; Sesau diz que fará licitação para compra

 

 

O Portal Preto no Branco recebeu nesta sexta-feira (30) mas uma reclamação sobre o descumprimento de ordem judicial por parte da Secretaria de Saúde do município de Juazeiro, no Norte da Bahia. Desta vez, nossa redação foi procurada pela moradora Rosiane Maria, mãe de um menino de três anos, que sofre com Sidrome Fanconi, um distúrbio raro da função tubular renal.

Desde 2019, através de ordem judicial, ela vinha recebendo insumos para o filho. Porém, a família está há um mês sem o leite, suplementos e as fraldas garantidos por lei.

“Meu filho tem uma doença rara e depende desses insumos. Porém, esse mês nós não conseguimos pegar nada. Quando eu procuro a Secretaria de Saúde, eles dizem apenas que há um débito da gestão passada com o fornecedor e que estão tentando resolver, mas nunca resolvem. Ficam mandando a gente voltar depois e até agora nada. Preciso que essa situação seja resolvida com urgência”, pediu Rosiane.

Na quarta-feira (28) contamos as dificuldades que estão sendo enfrentadas por outra mãe que está passando pelo mesmo problema. Com uma filha que sofre de paralisia cerebral, Cláudia Barbosa, também vem lutando para ter acesso aos medicamentos de uso contínuo e fraldas que a jovem Laysla Barbosa, de 18 anos, necessita.

“Este ano, depois que entrou a nova gestão, a situação que já era da difícil ficou pior. A Secretaria de Saúde está atrasando a entrega das fraldas e dos medicamentos das crianças. Desde maio eu não recebia as fraldas da minha filha e só consegui pegar na semana passada. Mesmo assim, não me deram a fralda que está especificada na medida judicial, deram uma com um material muito ruim, que não segura nem a urina. Além disso, só me deram fraldas para trinta dias, mas o correto seria que me dessem também as do mês que fiquei sem receber”, declarou. (relembre)

O PNB encaminhou as reclamações para a Secretaria de Saúde do município. Em nota enviada hoje, o órgão informou que a a prefeitura fez uma dispensa de licitação para abastecer a rede que estava sem estoque para manter a rede de saúde funcionando.

Veja a nota na íntegra

A Prefeitura de Juazeiro fez inicialmente uma dispensa de licitação para abastecer a rede que estava sem estoque para manter a rede de saúde funcionando.

Nesta terça-feira (28), a Prefeitura de Juazeiro começou novos processos de licitação, com pregão eletrônico, para compra de medicamentos. Os processos estão em andamento e obedecerão os prazos legais.

Nesta quarta-feira (29), a Secretaria de Saúde do Município recebeu do governo do estado, medicamentos para pacientes com hipertensão e diabetes além de medicação para o planejamento familiar e outros.

Uma força tarefa está sendo feita neste final de semana para que o abastecimento das Unidades Básicas de Saúde e farmácias seja seja feito na segunda-feira.

A Sesau reforça o compromisso em ouvir as demandas e reunir esforços para atender à população (Ascom)

Da Redação

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.