“Até agora nenhuma punição”: vigilante que acusa cantor André Mendes por tentativa de homicídio cobra celeridade nas investigações

"Até agora nenhuma punição": vigilante que acusa cantor André Mendes por tentativa de homicídio cobra celeridade nas investigações

 

 

(fotos arquivo pessoal)

 

Quatro meses após o vigilante Edson Souto ter denunciado o cantor sertanejo André Mendes por tentativa de homicídio, o caso continua sem um desfecho. O crime aconteceu no dia 13 de maio, no bairro Alto da Maravilha, no município de Juazeiro, no Norte da Bahia.

De acordo com a vítima, que diz ter sido agredida fisicamente e atropelada, as investigações do caso estão lentas.

“Desde maio que aguardo justiça para a violência brutal que sofri, e ate agora nenhuma punição para o agressor, que continua fazendo shows, trabalhando, enquanto enquanto eu estou com minha saúde limitada, com dificuldades para trabalhar e sustentar minha família. Gostaria de pedir a Polícia Civil que agilize a conclusão do Inquérito para que se faça justiça”, disse Edson.

Na época do crime, o vigilante Edson Souto procurou o PNB e contou que a tentativa de homicídio aconteceu  após uma discussão ente ele e o cantor, que se iniciou em um bar.

“Já havia acontecido uma discussão anterior. Mas, naquela noite ele me agrediu fisicamente e jogou cadeiras em mim. Depois disso, ele foi embora a pé e eu fiquei na porta do estabelecimento em que estávamos. Quando percebi que ele estava retornando de carro, tentei fugir na minha motocicleta, mas ele me perseguiu. Ele me atropelou propositalmente e me arrastou por 15 metros”, relatou o vigilante na ocasião.

Edson Couto informou ainda que logo após o ocorrido, André Mendes fugiu a pé, sem prestar socorro.

“A polícia foi acionada e esteve no local. Eu fui socorrido por uma equipe do SAMU e encaminhado para o Hospital Universitário de Petrolina. Tive uma fratura na clavícula e várias escoriações. Além disso, minha motocicleta ficou danificada. Nessa pandemia acabei ficando desempregado, fazendo apenas “bicos” para sustentar meus dois filhos de 12 e 13 anos. Agora, com a saúde debilitada, a situação está ainda mais complicada”, acrescentou.

A vítima prestou uma queixa na 1ª Delegacia Territorial (DT/Juazeiro). No Boletim de Ocorrência, o Vc/PM da 73 CIPM disse que atendeu a ocorrência, e confirmou que Edson foi encontrado ferido no chão ao lado do veículo conduzido por André Mendes e da motocicleta da vítima.

No documento, o PM informou ainda que os veículos não foram conduzidos para a DT por estarem bastante danificados.

Nossa equipe está tentando contato com o delegado responsável pelo caso.

Veja o B.O

 

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.