Ministério da saúde suspende vacinação de adolescentes sem comorbidades; Juazeiro segue imunizando grupo com comorbidades

Ministério da saúde suspende vacinação de adolescentes sem comorbidades; Juazeiro segue imunizando grupo com comorbidades

Em nota informativa publicada nessa quarta-feira (15), o Ministério da Saúde voltou atrás e passou a não recomendar a vacinação contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. O grupo havia sido incluso na imunização no dia 02 de setembro, que recomendava a aplicação das vacinas para esses adolescentes a partir de ontem.

Com a nova decisão, a vacinação deve ficar restrita a três perfis específicos: adolescentes com deficiência permanente; adolescentes com comorbidades; e adolescentes que estejam privados de liberdade.

Na nota, o ministério ressaltou que os adolescentes sem comorbidades formam o “último subgrupo elegível para vacinação”. O informativo argumenta ainda que a “Organização Mundial de Saúde não recomenda a imunização de criança e adolescente, com ou sem comorbidades”.

Porém, a OMS afirma apenas que “crianças e adolescentes são menos propensos a ter complicações por causa da doença”, diz apenas que a vacinação ampla deste público é “menos urgente”.

Na quarta-feira, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que participa das decisões sobre os rumos do Plano Nacional de Imunizações, divulgou um nota afirmando que a “vacinação de todos os adolescentes é segura e será necessária”.

No Brasil, o imunizante da Pfizer já tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicado nesta faixa etária.

Juazeiro

O município de Juazeiro, no Norte da Bahia, está realizando apenas a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades.

O grupo precisa realizar o cadastro e agendamento pelo https://vacina.juazeiro.ba.gov.br/login

A vacinação está acontecendo até a sexta-feira (17) no Auditório do Centro de Saúde III (bairro Angary), das 14h às 16h. A plataforma está aberta até 11h59 de cada dia.  Os adolescentes precisarão estar acompanhados de pais ou responsáveis.

Fazem parte do grupo de comorbidades, segundo a resolução da Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB), pessoas com: diabetes, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias, doenças da aorta, dos grandes vasos e fístula arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto, prótese valvares e dispositivos cardíacos implantados, doenças cerebrovascular doença renal crônica, hemoglobinopatias, obesidade mórbida, Síndrome de Down, imunossuprimidos e cirrose hepática.

É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, comprovante de residência e original e cópia do laudo médico comprovando a doença. A cópia do laudo ficará retida. Apenas quem está na faixa etária e comorbidades exigidas receberão a vacina.

 

Da Redação com informações do G1 e Sesau de Juazeiro foto arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.