Intolerância religiosa: Terreiro de Candomblé, em Juazeiro, é alvo de vandalismo e Babalorixá pede investigação a Polícia Civil

Intolerância religiosa: Terreiro de Candomblé, em Juazeiro, é alvo de vandalismo e Babalorixá pede investigação a Polícia Civil

O Terreiro de Candomblé Ilé Axé Omim Orô Lessê foi alvo de vandalismo e intolerância religiosa na manhã da última terça-feira (14), em Juazeiro-BA. Situado no bairro Parque Jatobá, o espaço religioso teve as portas arrombadas e foi invadido no momento em que o Babalorixá Junior Cruz da Silva, que administra a Casa, não estava presente. Desde que foi aberto, há 4 anos, este foi o primeiro caso de ataque ao terreiro.

 

 

Não houve agressão física contra o Babalorixá, que está psicologicamente abalado com o atentado, que destruiu  objetos, roupas, indumentárias e parte da estrutura física da casa. Algumas fotos e vídeos enviados pela vítima mostram imagens e objetos completamente destruídos. Além das portas principais, os criminosos também arrombaram a porta de um cômodo onde, segundo ele, ficam as imagens do Santo da Casa.

Bastante emocionado, Junior gravou alguns vídeos do espaço. As imagens mostram uma pilha de objetos ao centro de um dos cômodos. Ao que tudo indica, os criminosos pretendiam atear fogo.

Junior Cruz prestou queixa na Delegacia de Polícia, pedindo investigação do crime.

Da Redação, com a colaboração do jornalista Danilo Souza Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.