“Até os urubus estão morrendo”: proprietária de uma roça, em Juazeiro, é acusada de espalhar pedaços de carne envenenados para matar cachorros

"Até os urubus estão morrendo": proprietária de uma roça, em Juazeiro, é acusada de espalhar pedaços de carne envenenados para matar cachorros

Apavorados com a ação da proprietária de uma fazenda na Associação Serra azul, na BR 407, próximo ao distrito de Carnaíba do Sertão, em Juazeiro, Norte da Bahia, alguns moradores, pedindo  anonimato, entraram em contato com nossa redação para denunciar a matança de animais por envenenamento.

Segundo as informações, uma mulher, proprietária de uma roça na localidade, está “colocando veneno em pedaços de carne e espalhando ao redor da propriedade, para afastar os cães”.

“O veneno é tão forte que até os urubus, que comem os cachorros, estão morrendo também. E estão morrendo vários cachorros que comem as carnes envenenadas. Uma maldade muito grande, de cortar o coração “, diz o denunciante.

Existem leis para punir este tipo de comportamento. O artigo 32 da Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) prevê a detenção de três meses a um ano, além de multa, para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar qualquer tipo de animal.

A ação da proprietária da fazenda pode ser enquadrada na Lei de Crimes Ambientais.

Estamos encaminhando a denúncia para a Polícia Civil de Juazeiro, responsável pela investigação deste tipo de crime, e também para o setor de Meio Ambiente da Prefeitura de Juazeiro.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.