Geladeira com defeito, falta de vacinadoras: usuários voltam a reclamar da falta de vacinas de rotina nas UBSs de Juazeiro

Geladeira com defeito, falta de vacinadoras: usuários voltam a reclamar da falta de vacinas de rotina nas UBSs de Juazeiro

Em contato com a redação do PNB, Ianca Fernandes, mãe de um bebê de 4 meses, protestou contra a falta de acesso às vacinas de rotina, que deveriam ser disponibilizadas pelas Unidades Básicas de Saúde, em Juazeiro. De acordo com a mãe, em 4 unidades de bairros diferentes procurados por ela, a vacinação não estava sendo realizada.

“Moro no centro da cidade de Juazeiro. Tenho um filho prestes a fazer 4 meses e até então não conseguir encontrar a vacina de de 2 meses. Na Ubs que atende à população do centro, localizada no bairro Alagadiço, dizem que não tem vacina porque a geladeira está com defeito ou falam que não tem vacinadora. Já fui em outros 3 postos de saúde da cidade onde também não conseguir vacinar, pois todas as vacinadoras resolveram tirar atestado no mesmo tempo”, disse Ianca.

O PNB vem recebendo, frequentemente, reclamações como a de Ianca Fernandes. A Secretaria de Saúde de Juazeiro, sempre procurada por nossa redação, afirma que “está resolvendo o problema”.

Mais uma vez, estamos encaminhando a reclamação para a Sesau.

Outras reclamações

No último dia 18, usuários da Unidade Básica de Saúde do bairro Piranga, em Juazeiro, no Norte da Bahia, relataram que estavam há meses sem conseguir ter acesso as vacinas de rotina. De acordo com os moradores, a UBS estava sem geladeira para armazenar os imunizantes.

“Procurei o posto de saúde para atualizar o cartão de vacina do meu filho de 2 anos e fui informada que há meses a unidade está sem geladeira para armazenar as vacinas. Eles mandaram que eu procurasse uma UBS do centro da cidade. O que está acontecendo com a saúde de Juazeiro? Estou revoltada com essa situação”, reclamou a usuária Daniela Gomes da Silva.

O PNB encaminhou a reclamação para a Secretaria de Saúde e Juazeiro. Em resposta, o órgão informou apenas que “Na UBS Piranga houve um problema na geladeira, mas já está sendo resolvido”.

Em outubro, uma mãe de duas crianças gêmeas de 04 anos, também reclamou que precisou percorrer cinco Unidades Básicas de Saúde para conseguir que os filhos tomassem as vacinas recomendadas para a idade.

“O que está acontecendo com a saúde de Juazeiro? Meus filhos completaram 4 anos e precisam tomar as vacinas indicadas para essa idade. Fui em 5 postos próximos a nossa casa, que fica no bairro Santo Antônio, e não consegui. No primeiro, fui informada que o atendimento estava sendo 100% de Covid. Em outros dois postos as vacinadoras estavam de férias, e nos outras dois, fui informada que não tinham todas as vacinas. Eu fiquei horrorizada com o que eu vi ontem. As pessoas são tratadas como lixo. Nunca passei por isso aqui em Juazeiro”, reclamou a moradora.

Redação PNB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.